Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fla se despede da Sul-Americana com nova derrota para "La U"

Time perde por 1 a 0 e só tem agora o Campeonato Brasileiro como caminho para a Libertadores de 2012

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

EFE
Marcelo Díaz usa chuteira para comemorar seu gol
Com a missão apenas de cumprir a tabela da Copa Sul-Americana, o Flamengo foi a Santiago e levou mais um baile da Universidad de Chile. Desta vez, sem requintes de crueldade como havia acontecido no Engenhão, o time perdeu por 1 a 0 e protocolou o seu adeus à competição para se concentrar apenas na disputa do Campeonato Brasileiro, já que volta a jogar domingo, às 16h, contra o Grêmio, no Olímpico, e está na quarta colocação, com 52 pontos, a cinco do líder Vasco, faltando sete rodadas.

Veja a tabela da Copa Sul-Americana

O completo domínio do jogo de ida, quando goleou por 4 a 0, se refletiu em Santiago, no Estádio Nacional, lotado pelos torcedores chilenos, diferentemente do tratamento dado pelos flamenguistas à competição. Os jogadores da Universidad de Chile ainda fizeram uma homenagem a Montillo, do Cruzeiro e carrasco do Flamengo na Libertadores de 2010, que sofre com os problemas de saúde do filho Santino.

O Flamengo até conseguiu segurar o jogo, mas a dificuldade dos marcadores em acompanhar a velocidade do ataque chileno ficou clara logo no primeiro gol da Universidad de Chile. Aos 22, Vargas passou com facilidade por David, desfilou pela entrada da área e a bola sobrou para Díaz soltar a bomba de perna esquerda e abrir o placar.

A situação para o Flamengo estava tão complicada que Willians, único titular em campo, deu duas furadas ridículas no primeiro tempo. O volante, no entanto, ainda foi responsável pelo único lance de perigo do time, aos 26, quando roubou a bola na intermediária de ataque e chutou próximo ao gol de Johnny Herrera.

O técnico Vanderlei Luxemburgo já havia abandonado a Copa Sul-Americana no discurso depois da goleada no Engenhão. Com apenas quatro jogadores no banco de reservas, incluindo um goleiro, ele fez duas mudanças no intervalo, colocando Galhardo e Diego Maurício nos lugares de Vander e Negueba.

O jogo não mudou para o Flamengo. A Universidad de Chile continuou com seu toque de bola, aos gritos de olé dos torcedores no Estádio Nacional. A última mudança de Luxemburgo aconteceu aos 20 minutos, com a entrada de Leonardo Moura no lugar de Willians para jogar no meio-campo.

O Flamengo mal conseguiu ficar com a bola no pé, mas ainda assim Herrera fez três defesas em finalizações de Ronaldo Angelim e Diego Maurício. Nada que apagasse a despedida melancólica da Copa Sul-Americana. Ainda houve um grande susto com Gustavo, que desmaiou depois de um choque de cabeça. Agora, resta o Campeonato Brasileiro como caminho para disputar a Copa Libertadores do ano que vem, com responsabilidade de sobra nos ombros de Ronaldinho Gaúcho, que sequer viajou para o Chile e ficou no Rio com quase todos os titulares treinando para enfrentar o Grêmio.

Reuters
Jogadores do Flamengo deixam o gramado após nova derrota e eliminação da Copa Sul-Americana

FICHA TÉCNICA – UNIVERSIDAD DE CHILE 1 x 0 FLAMENGO
Local:
Estádio Nacional, em Santiago
Data:
26 de outubro de 2011, quarta-feira
Horário:
21h50 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)
Assistentes: Milciades Saldivar e Carlos Caceres (ambos do Paraguai)
Cartões amarelos: Rodríguez, Marcos González, Canales (Universidad de Chile), Vander, Willians, Ronaldo Angelim, Gustavo, Jael (Flamengo)

GOLS
Universidad de Chile: Díaz, aos 22 minutos do primeiro tempo

UNIVERSIDAD DE CHILE: Johnny Herrera, Rodríguez (Canales), Osvaldo González, Marcos González e José Rojas; Aránguiz, Díaz, Mena e Lorenzetti (Marino); Vargas (Rivarola) e Gallegos
Técnico: Jorge Sampaoli

FLAMENGO: Paulo Victor, Gustavo, David e Ronaldo Angelim; Fierro, Maldonado, Willians (Leonardo Moura), Vander (Galhardo) e Rodrigo Alvim; Negueba (Diego Maurício) e Jael
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG