Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fla recua, sofre virada do Emelec e terá que 'secar' por vaga

Time chegou a abrir 2 a 1 no primeiro tempo, mas permitiu virada e amarga lanterna do grupo 2

iG Rio de Janeiro |

AP
Léo Moura abriu o placar para o Fla, mas o time carioca tomou a virada
Escalação ofensiva, gol logo no início do jogo. Nada disso foi suficiente para o Flamengo, que mais uma vez decepcionou sua torcida e já não depende mais de si para avançar na Copa Libertadores. Derrotado pelo Emelec na noite desta quarta-feira, por 3 a 2, pela Copa Libertadores, o time permitiu a virada na segunda etapa, quando recuou demais. Léo Moura e Deivid marcaram para o time rubro-negro, com Figueroa, duas vezes, e Gaibor, marcando para o time da casa.

Veja a classificação da Copa Libertadores

Com a derrota, o Flamengo fica com apenas cinco pontos, na lanterna do grupo 2, e não depende mais de si para avançar às oitavas de final. O time carioca precisa vencer o Lanús na póxima quinta-feira, no Engenhão, às 19h30, e torcer por um empate do Olimpia com o Emelec. Já os equatorianos precisam apenas vencer o Olimpia para ficar com a vaga.

Na primeira etapa, o Flamengo explorou bem os contra-ataques e saiu na frente com Léo Moura. Após o gol, recuou muito e permitiu o empate do Emelec, em boa cabeçada de Figueroa. No final, ainda encontrou o segundo gol, com Deivid completando cruzamento de Junior Cesar.

Leia mais: Em dia de "decisão" na Libertadores, Flamengo acerta salário

No segundo tempo, porém, apenas o time da casa jogou. E mesmo sendo mais fraco tecnicamente, chegou ao empate na jogada "cantada", novamente com Figueroa de cabeça. A virada veio de pênalti, num dos últimos lances da partida.

O Jogo
Com a goleada do Lanús sobre o Olimpia, na última terça-feira , o Flamengo entrou precisando da vitória. O discurso de ofensividade do técnico Joel Santana não ficou apenas no papel e o comandante repetiu a escalação do último final de semana, quando o time venceu o Bangu, com Bottinelli, Ronaldinho Gaúco e Deivid criando para Vagner Love concluir.

O Emelec, porém, foi quem assustou primeiro na partida. Muralha errou passe na saída de bola, Figueroa puxou contra-ataque pela esquerda e cruzou na medida para De Jesus, que chutou prensado com a zaga, facilitando a defesa do goleiro Felipe.

O susto acordou o Flamengo, que aos poucos foi conseguindo sair do jogo truncado e se livrar da marcação do time equatoriano. E em bela troca de passes, o time carioca chegou ao primeiro gol. Vagner Love lançou de primeira para Deivid, que matou no peito e tocou de primeira para Leonardo Moura. O lateral saiu na cara do gol e chutou cruzado. A bola ainda desviou na zaga antes de encobrir o goleiro, aos sete minutos do primeiro tempo.

Veja mais: Ronaldinho foi a pagode antes de ser poupado em treino, diz jornal

Com o gol, o Flamengo começou a recuar gradativamente, permitindo que o Emelec pressionasse. Procurando principalmente Figueroa, pelo ar, os equatorianos chegaram ao empate aos 33. Após cobrança de escanteio, o próprio Figueroa subiu mais que Welinton e testou firme sem chances de defesa para Felipe.

AP
Atacante Figueroa comemora gol do Emelec na vitória contra o Flamengo
 

Novamente pressionado, o Flamengo voltou a dominar a posse de bola e a criar jogadas de perigo. Aos 38, Ronaldinho cruzou na medida, mas a cabeçada de Deivid saiu ao lado, raspando a trave do gol do Emelec. Quatro minutos depois, porém, a testada teve destino certo. Junior Cesar foi até a linha de fundo e cruzou para Deivid, que se antecipou e marcou o segundo do Flamengo, calando o estádio em Guayaquil.

Os times voltaram para a segunda etapa sem mudanças. Repetindo o que havia feito durante todos os momentos em que esteve na frente do placar, o Flamengo novamente se posicionou no campo da defesa, apenas esperando o Emelec. Aos 11 minutos, quase numa repetição do primeiro gol, Figueroa subiu livre na cobrança de escanteio e cabeceou no travessão, para desespero de Joel Santana.

Apesar do sufoco na maior parte do segundo tempo, o Flamengo teve a bola "da vitória" aos 29 minutos, quando Muralha cruzou rasteiro para Vagner Love, que se antecipou ao zagueiro, mas pegou embaixo na bola, perdendo um gol incrivel, quase na pequena área.

De tanto martelar, o Emelec chegou ao empate. Aos 37 minutos, Oscar Bagui dominou com liberdade na esquerda e cruzou para Figueroa ganhar de Junior Cesar, deixando tudo igual. A virada veio no mesmo embalo. Pressionando, o time da casa conseguiu um pênali aos 45 minutos, após falta de Willians em Mena na área.Gaibor cobrou e garantiu a vitória para o Emelec, que segue vivo na luta por uma vaga. 

FICHA TÉCNICA  - EMELEC-EQU 3 X 2 FLAMENGO-BRA

Local: Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)
Data: 4 de abril de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 21h50(de Brasília)
Árbitro: Martín Vázquez (Uruguai)
Assistentes: Carlos Pastorino (Uruguai) e Carlos Changala (Uruguai)
Cartões amarelos: Gaibor, Gabriel Achilier (EME); Willians, Gustavo, Junior Cesar e Ronaldinho (Flamengo)

GOLS
EMELEC -
Luciano Figueroa, aos 33 minutos do primeiro tempo e aos 37 do segundo tempo; Gaibor, aos 45 minutos do segundo tempo
FLAMENGO - Leonardo Moura, aos sete, e Deivid, aos 42 minutos do primeiro tempo

EMELEC: Esteban Dreer, Morante, Gabriel Achilier, Quiñónez (Mariano Mina) e Oscar Bagui; Enner Valencia (Ángel Mena), Ferando Gaibor, Pedro Quiñónez e Fernando Gimenez; Marlon De Jesús (Mondaini) e Luciano Figueroa
Técnico: Marcelo Fleitas

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, Marcos González e Junior Cesar; Muralha, Willians, Darío Bottinelli (Magal) e Ronaldinho Gaúcho; Vagner Love e Deivid (Gustavo)
Técnico: Joel Santana

Entre para a Torcida Virtual e comente a derrota na Copa Libertadores

 

Leia tudo sobre: FlamengoEmelecCopa Libertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG