Times seguem na disputa pelo título brasileiro depois do 0 a 0 no Engenhão

Clássico para ser emocionante sequer precisa de gols. Neste domingo, no Engenhão, Flamengo e Vasco foi assim. Apesar do empate em 0 a 0, a partida teve uma expulsão, grandes defesas e jogadores de calibre em campo, numa partida que mostrou porque os dois times estão entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, na briga pelo título da competição.

Com o resultado, o Flamengo chegou aos 36 pontos e se manteve na vice-liderança ao fim do primeiro turno do Brasileiro, mesmo tendo atuado com um jogador a menos durante todo o segundo tempo. O Vasco foi a 35 e segue na briga, apesar de já estar classificado para a Libertadores do ano que vem.

Apesar do 0 a 0 no placar, partida no estádio João Havelange foi marcada pela emoção
Futura
Apesar do 0 a 0 no placar, partida no estádio João Havelange foi marcada pela emoção
O jogo

Como era esperado, o clássico pegou fogo desde os primeiros minutos. Além de estarem na briga pelo título, Flamengo e Vasco buscavam ainda o posto de melhor time carioca no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. A diferença de apenas um ponto na classificação apimentou a disputa.

Logo aos cinco minutos, Ronaldinho Gaúcho deu ótimo lançamento para Leonardo Moura, que perdeu boa chance, chutando em cima do goleiro Fernando Prass. Do lado do Vasco, Eder Luis fazia jogadas em velocidade pela direita e, numa delas, cruzou para Alecsandro, que finalizou por cima, aos seis.

O Flamengo sofreu um baque aos 10 minutos. O zagueiro Alex Silva saiu de campo machucado para a entrada de Ronaldo Angelim. O momento de mudança foi aproveitado pelo Vasco. Felipe teve trabalho em duas cabeçadas, de Alecsandro e Rômulo, evitando o primeiro gol do rival.

Aos 25, Juninho teve sua primeira chance em uma cobrança de falta na entrada da área. Ele chutou no canto direito de Felipe, que ficou paralisado observando a bola ir para fora. Depois do perigo, o jogo passou a ficar mais burocrático no meio do campo e as oportunidades de gol ficaram escassas.

Até que, Welinton saiu jogando errado e foi obrigado a fazer falta em Diego Souza, que entraria livre na área. O árbitro Péricles Bassols o expulsou diretamente. Na cobrança de falta, Juninho acertou a trave de Felipe para desespero da torcida do Vasco e alívio dos flamenguistas no Engenhão.

Com um jogador a menos, o técnico Vanderlei Luxemburgo gastou suas duas últimas substituições no intervalo. Ele colocou Muralha e Negueba nos lugares de Bottinelli e Deivid, mantendo Willians como zagueiro ao lado de Ronaldo Angelim, na falta de mais um jogador para a posição no banco.

Sem conseguir produzir grandes chances no ataque, o técnico Ricardo Gomes colocou Elton no lugar de Alecsandro, aos 11 minutos. O Vasco continuou com dificuldades para encontrar espaços na defesa do Flamengo e só levou perigo aos 15, em cabeçada de Dedé, que Felipe defendeu.

Aos 22 minutos, Ricardo Gomes passou mal no banco de reservas. Com histórico de problemas no coração em sua passagem pelo São Paulo, saiu do estádio de ambulância. O auxiliar Cristóvão assumiu o lugar do técnico à beira do campo.

O Flamengo aproveitou a distração natural do rival com o fato. Aos 25, Negueba cruzou da direita e Leonardo Moura cabeceou com perigo. O time passou a tocar melhor a bola, criando espaços na defesa do Vasco. Percebendo a mudança no jogo, Cristóvão colocou Leandro no lugar de Juninho.

Na sua última cartada, Cristóvão tirou Diego Souza e colocou Bernardo, um pedido da torcida desde o começo do segundo tempo. Mas o Flamengo conseguiu segurar o empate em 0 a 0 no Engenhão.

Confira as imagens dos clássicos deste domingo pelo Campeonato Brasileiro:

FICHA TÉCNICA – FLAMENGO 0 x 0 VASCO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro

Data: 28 de agosto de 2011, domingo

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Péricles Bassols (RJ)

Assistentes: Dibert Pedrosa e Luiz Muniz de Oliveira (ambos do RJ)

Cartões amarelos: Willians, Felipe, Júnior César (Flamengo), Jumar, Fagner (Vasco)

Cartão vermelho: Welinton (Flamengo)

Público: 28.765 pagantes

Renda: R$ 831.640,00

Flamengo: Felipe, Leonardo Moura, Alex Silva (Ronaldo Angelim), Welinton e Júnior César; Willians, Luiz Antônio, Renato e Bottinelli (Negueba); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Muralha)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Vasco: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Eduardo Costa, Rômulo, Juninho Pernambucano (Leandro) e Diego Souza (Bernardo); Eder Luis e Alecsandro (Elton)

Técnico: Ricardo Gomes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.