Flamengo e Botafogo protagonizam o primeiro 0 a 0 do Brasileirão

Bottinelli é expulso aos 24 minutos do primeiro tempo, e rivais cariocas terminam clássico com um péssimo resultado

Thales Soares, iG Rio de Janeiro | 19/06/2011 17:57

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Ficou longe de ser o clássico dos sonhos e muito menos o resultado. O empate em 0 a 0 entre Flamengo e Botafogo, neste domingo, no Engenhão, foi o primeiro do Campeonato Brasileiro deste ano e serviu apenas para deixar os dois times ainda mais distantes do bloco dos líderes da competição.

O Botafogo chegou aos oito pontos no Brasileiro, um a mais do que o Flamengo, que segue invicto na competição, mesmo jogando com um a menos desde os 24 minutos do primeiro tempo por causa da expulsão de Bottinelli, por simulação. Agora, os times enfrentam Grêmio e Atlético-MG, respectivamente.

Veja os melhores lances do clássico carioca

O jogo
Com Diego Maurício no time titular, o técnico Vanderlei Luxemburgo fez mudanças táticas importantes, colocando Ronaldinho Gaúcho como centroavante. O Flamengo manteve o seu estilo, procurando tocar a bola e manter a sua posse, mas precisou correr mais atrás de um Botafogo muito perigoso no ataque.

Logo aos três minutos, depois de uma boa arrancada de Everton pelo lado esquerdo, o zagueiro David precisou se esforçar para afastar o perigo de cabeça. O Flamengo tocava a bola de um lado para o outro, mas não ameaçava o gol defendido por Jefferson. Herrera também teve duas boas chances, mas as desperdiçou.

O maior perigo foi num cruzamento de Willians, quando o goleiro do Botafogo bateu cabeça com o zagueiro Antônio Carlos e a bola sobrou para Diego Maurício, que não conseguiu empurrar a bola para o gol, aos 20 minutos. Alessandro ficou com ela e saiu jogando.

Aos 24 o jogo mudou de configuração. O argentino Bottinelli, que já havia sido punido com o cartão amarelo, foi expulso depois de uma tentativa frustrada de cavar um pênalti. Luxemburgo não fez alterações de imediato e o Botafogo, surpreendentemente, diminuiu seu ritmo.

Foto: Vipcomm

Clássico carioca deste domingo não sair do 0 a 0

Na volta para o segundo tempo, Luxemburgo resolveu reforçar a marcação no meio. Ele colocou Luiz Antônio, de 20 anos, no lugar de Diego Maurício. Pelo lado do Botafogo Caio Júnior substituiu Elkeson e Lucas Zen por Alexssander e Bruno Tiago.

Com as mudanças, o Botafogo aumentou seu terreno em campo e, justamente, com o garoto Alex, primeiro ao escorar um cruzamento de Bruno Cortês para fora e depois num chute frontal, que Felipe defendeu com segurança. Com um atacante a menos, o Flamengo não conseguira segurar a bola no ataque.

Apesar de dominar o jogo, o Botafogo não conseguia criar chances claras. Caio queimou seu último cartucho ao tirar Cortês, machucado, para entrada de Lucas. Com isso, ele improvisou Alessandro na lateral esquerda.

Numa da raras vezes em que o Flamengo conseguiu ficar com a bola no ataque, Willians fez bom cruzamento para Luiz Antônio, que cabeceou mal, nas mãos de Jefferson, aos 23. A resposta foi imediata, em dois ataques perigosos do Botafogo. Num deles, Bruno Tiago chutou para grande defesa de Felipe.

No fim do jogo, o Flamengo se arriscou mais no ataque. Em dois contra-ataques, levou perigo. Primeiro, numa conclusão de Willians e depois com Thiago Neves. O clássico, no entanto, estava mesmo fadado ao 0 a 0.

FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 0 x 0 BOTAFOGO

Local: Engenhão, Rio de Janeiro
Data: 19 de junho de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas e Rodrigo Henrique Correa (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Willians, Ronaldinho Gaúcho (Flamengo), Bruno Tiago, Everton, Lucas Zen (Botafogo)
Cartões vermelhos: Bottinelli (Flamengo)
Público: 15.832 pagantes
Renda: R$ 441.925,00

Flamengo: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, David e Júnior César; Willians, Renato, Bottinelli e Thiago Neves (Negueba); Ronaldinho Gaúcho (Wanderley) e Diego Maurício (Luiz Antônio)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Botafogo: Jefferson, Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Bruno Cortês; Marcelo Mattos, Lucas Zen (Bruno Tiago), Everton e Elkeson (Alexssander); Maicosuel e Herrera
Técnico: Caio Júnior

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo