Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fla ainda luta para arrecadar R$ 35 milhões com patrocínio master

Clube apresenta novo uniforme para a temporada 2011 nesta terça-feira sem anunciar seu principal parceiro

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

O Flamengo apresenta nesta terça-feira o seu uniforme para a temporada 2011. Semelhante ao utilizado na conquista do Mundial de Clubes de 1981, ele terá a inscrição “A Maior Torcida do Mundo Faz a Diferença” como detalhe na camisa, lembrando o mosaico feito em 2009, na reta final da conquista do Campeonato Brasileiro. Mas ainda não será desta vez que será divulgado o patrocínio master do futebol.

Desde a contratação de Ronaldinho Gaúcho, no dia 12 de janeiro, o clube procura arrecadar, pelo menos, R$ 35 milhões. A negociação vem sendo conduzida pela Traffic, que receberá um percentual do valor desde que supere os R$ 30 milhões. O mesmo vale para o jogador. O problema é que até agora as propostas ainda não chegaram a esse patamar.

Hypermarcas, Qatar Airways, uma estatal venezuelana, entre outras empresas já negociaram com a Traffic, mas ainda não chegaram a um acordo. Por enquanto, o Flamengo segue jogando com o seu site oficial na frente e costas da camisa, ocupando o espaço nobre do uniforme do time.

Vipcomm
Ronaldinho jogou a final da Taça Guanabara com a camisa com o site do clube no lugar do patrocinador

Um dos problemas, inicialmente, era o período do contrato. O Flamengo pretendia assinar por um ano com opção de renovação por mais dois. No entanto, já aceita fechar com algum patrocinador apenas até dezembro. Parceiros por um jogo estão descartados, por enquanto. A exceção foi a estreia de Ronaldinho Gaúcho, quando o clube arrecadou R$ 900 mil com dois parceiros.

Quando fechou a contratação de Ronaldinho Gaúcho, a previsão da diretoria era de arrecadar R$ 200 milhões com o jogador nos quatro anos de contrato, entre patrocinadores e royalties. Por enquanto, o clube já perdeu quase dois meses à procura de um patrocinador master. No momento, o BMG é o único parceiro, pagando R$ 9 milhões por ano, sendo R$ 500 mil para o basquete.

O próximo parceiro a ter sua marca estampada na camisa é a TIM. A empresa de telefonia aparecerá dentro dos números nas costas do uniforme. O contrato ainda será votado pelo Conselho Deliberativo, depois de ter sido retirado da pauta em janeiro por conta da contratação de Ronaldinho. O valor é de R$ 2 milhões por ano.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG