Cuidando do meio-campista brasileiro, Turíbio Leite de Barros prevê o retorno do jogador aos gramados pelo Real Madrid em no máximo um mês

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861569943&_c_=MiGComponente_C

Ex-fisiologista do São Paulo, Turíbio Leite de Barros se mostra muito animado com o processo de recuperação de Kaká. Cuidando da revelação do clube tricolor, ele prevê o retorno do jogador aos gramados pelo Real Madrid em no máximo um mês e vai ainda além: promete que o meia vai voltar a ser o melhor jogador do mundo - foi eleito pela Fifa em 2007.

"O Kaká está em fase final de recuperação e agora busca equilíbrio muscular para voltar a jogar como em 2007", explicou o fisiologista, à Rádio Globo . Ele deve embarcar no início da próxima semana para Madri, na Espanha, para completar os trabalhos: "Acreditamos que 30 dias seja um prazo bastante razoável até para ele voltar a jogar do ponto de vista competitivo".

O meia do Real Madrid operou o joelho esquerdo no início de agosto, após sentir uma lesão ainda durante a pré-temporada do clube, realizada nos Estados Unidos. Antes disso, sofreu com uma pubalgia crônica que chegou a ameaçar sua presença na Copa do Mundo da África do Sul. Acabou entrando em campo, mas não conseguiu evitar a eliminação da seleção brasileira nas quartas de final do Mundial.

"Vamos ter de novo o Kaká, eu acredito nisso", disse Turíbio, sem conter a confiança. "Vou falar isso agora e quero que me cobrem depois: o Kaká vai voltar a ser o melhor jogador do mundo em pouco tempo", afirmou. A postura positiva é adotada especialmente pela forma como o camisa 8 do time merengue, que chegou ao clube em junho de 2009 por R$ 170 milhões, vem se portando nesse período de tratamento.

"O que ele tem falado é que tem uma enorme vontade de mostrar no Real Madrid que é um jogador em que investiram um valor muito alto. Ele tem uma ansiedade e uma convicção muito grande em, antes de qualquer coisa, mostrar no Real Madrid o grande jogador que é", complementou Turíbio Leite de Barros, que foi demitido do São Paulo em julho de 2010, após 25 anos no clube.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.