Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Fiquei pensando nele sim", diz o são-paulino Piris sobre Neymar

Lateral paraguaio comentou seu duelo particular contra o santista e, na sua avaliação, levou a melhor sobre o atacante

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Além do placar igual entre Santos e São Paulo , na Vila Belmiro, um dos assuntos mais comentados sobre o clássico foi o duelo Piris x Neymar . O lateral do time do Morumbi foi o incumbido de marcar o santista individualmente durante todo o jogo, conseguiu fazer sua função com qualidade e recebeu diversos elogios depois do jogo. O paraguaio admitiu que ficou pensando no rival mesmo após o duelo.

Siga o iG São Paulo no Twitter

AE
Piris foi a sombra de Neymar na Vila Belmiro
"Fiquei pensando nele sim, um pouquinho. Foi um duelo especial, é bom jogar contra ele, foi a 4ª vez. É muito bom e legal um duelo contra ele. Se ele fosse no banheiro, eu ia atrás", disse Piris, lembrando os outros encontros com Neymar quando ainda atuava no Cerro Porteño, pela Copa Libertadores deste ano.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Apesar de ter deixado Neymar fazer muita coisa na partida, Piris revelou que é muito difícil acompanhar o jogador do Santos dentro de campo. E, de acordo com sua avaliação, levou a melhor sobre o adversário. "Ele passa o pé em cima da bola, passa para cá, para lá. E essa é a diferença dele. Ele movimenta muito a perna e ai o marcador não sabe onde ir. Então é bom olhar sempre a bola. Ele deu uma caneta em mim, só no final do jogo que não consegui atrapalhar. Mas em toda a partida eu acho que ganhei o duelo", comentou.

Piris chegou ao São Paulo com status de "melhor marcador da América". O lateral avisou que é um dos melhores e que, se conseguiu brecar Neymar, consegue marcar qualquer outro jogador do futebol mundial. "Na América tem muitos marcadores muito bons. No Paraguai também, na seleção, no Uruguai, vários times tem marcadores bons. Eu me considero um dos melhores. Não o melhor, mas um deles".

"Neymar é um bom jogador, muito rápido, drible. Se marquei bem ele, posso marcar qualquer outro do mundo, sem problema", disse Piris, que também quer jogar com a bola nos pés, não só destruindo jogadas dos adversários. "Meu melhor é a marcação. Mas gosto de jogar, ir para a frente. Fico um pouco preso por isso. Mas é um pouco complicado. As bolas que eu recebo são na defesa e não posso dar dribles, tenho que passar com segurança", avaliou.

O lateral foi convocado pela seleção do Paraguai para os amistosos contra Panamá e Honduras, nesta sexta e na próxima segunda. A diretoria tricolor já pediu a liberação do jogador para a Associação do Paraguai, já que Piris terá que se apresentar na quarta-feira, ficando de fora do duelo contra o Fluminense, no mesmo dia.

"A diretoria está tentando fazer com que eu jogue contra o Fluminense para depois eu me apresentar. Mas quero jogar pela minha seleção, é uma experiência boa. Quero jogar aqui, mas se a seleção paraguaia precisa, eu quero estar lá", finalizou Piris, que já não encara o Figueirense no final de semana.

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011Iván PirisNeymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG