Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Filial do Corinthians admite rever parceria

Acordo acaba em 2012 caso o Corinthians Paranaense não consiga bons resultados no estadual de 2011

Altair Santos, iG Curitiba |

A filial paranaense do Corinthians pode estar com os dias contados. O presidente de honra do Corinthians Paranaense, Joel Malucelli, admite rever a parceria após o estadual 2011. “Vamos fazer uma avaliação neste Campeonato Paranaense. Se a gente não conseguir angariar alguma torcida no ano que vem, vamos repensar”, disse.

Há quase dois anos, o J. Malucelli, que antes já havia se chamado Malutrom, empolgou-se com os resultados de uma pesquisa, que apontava que o Corinthians Paulista tinha a maior torcida no Paraná, e procurou o presidente corintiano Andrés Sanchez para propor a parceria. Em 5 de fevereiro de 2009, nascia o Corinthians Paranaense.

O principal objetivo da mudança de nome era atrair parte dos corintianos que moram no Paraná e, sobretudo, em Curitiba. Só que isso não ocorreu. No Campeonato Paranaense deste ano, a média de público do clube não passou de 330 pagantes. “A parceria tem duração de três anos e vamos cumprir estes três anos. Depois vamos ver com o nosso conselho o que será possível fazer”, explicou Joel Malucelli.

O presidente de honra do Corinthians Paranaense afirma que a parceira está restrita ao mandato do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. “Não sei se depois, com a sucessão do presidente do Corinthians Paulista, se eles ou nós mesmos teríamos como continuar com a parceria. De qualquer forma, ela tem duração de três anos”, reafirmou.

Se o Corinthians Paranaense não conseguir embalar no estadual, o clube pode voltar a se chamar J. Malucelli. A meta mínima para 2011 é obter vaga na Copa do Brasil 2012. Caso não consiga, a parceria com o Corinthians Paulista já teria data para terminar: 12 de fevereiro de 2012.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansCorinthians Paranaense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG