Tamanho do texto

Federação de jogadores se manifestou contra as ideias apresentadas pelo catariano Mohamed Bin Hammam

Getty Images
Mohamed bin Hammam não quer centralização de poder caso assuma a presidência da Fifa
A FIFPro (Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol) resolveu se manifestar sobre a eleição para presidente da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados). Nesta terça-feira, ela divulgou uma nota em que critica os planos de Mohamed Bin Hammam, adversário de Joseph Blatter, para o futebol.

A principal ideia de Bin Hammam que foi criticada pela FIFPro é a dissolução do Comitê Executivo da Fifa. O catariano quer deixar as funções administrativas com as confederações continentais. A intenção dele é descentralizar o poder da entidade máxima do futebol.

Porém, a FIFPro entende que essa proposta é ruim para futebol internacional. Além disso, coloca-se como uma associação altamente crítica contra os planos de Bin Hammam. "Este planejamento é prejudicial para o desenvolvimento do futebol em nível mundial", comunicou.

Vale lembrar que o Comitê Executivo da Fifa, que Bin Hammam pretende dissolver, tem sido o pivô de uma polêmica recente. Isso porque membros desse grupo foram acusados de corrupção na escolha da sede da Copa do Mundo de 2018, que acontecerá na Rússia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.