Tamanho do texto

A Fifa vetou nesta segunda-feira a realização de uma partida na Síria pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, por conta da falta de segurança

selo

A Fifa vetou nesta segunda-feira a realização de uma partida na Síria pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, por conta da falta de segurança. O jogo, contra o Tajiquistão, foi transferido para a Jordânia, em cidade ainda a ser definida, no dia 23 de julho. A partida da volta será disputada na cidade de Tursunzade, no Tajiquistão, no dia 28.

O veto se deve à situação política instável na Síria. Desde março, o governo do presidente Bashar al-Assad vem enfrentando protestos de parte da população. Cerca de 300 mil manifestantes realizaram o maior ato contra o governo na semana passada. Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, o presidente tem respondido aos protestos de forma violenta.

A Fifa também está preocupada com a situação no Iêmen, sede de seguidos protestos contra o governo do presidente Ali Abdullah Saleh. A entidade deverá anunciar nos próximos dias um local neutro para receber a partida da seleção daquele país contra o Iraque, no dia 28. O jogo de ida será realizado na cidade iraquiana de Arbil.

Os vencedores dos dois confrontos garantirão vaga na chave principal das Eliminatórias, que será sorteada no dia 30 de julho, no Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.