Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fifa vai intervir a favor da reabertura da Federação Egípcia de Futebol

Em visita ao Paraguai, presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticou a suspensão da Federação, feita pelo governo egícpcio

Reuters |

EFE
Joseph Blatter é a favor da reabertura da Federação Egípcia de Futebol
A Fifa vai intervir para reabrir a Federação Egípcia de Futebol, que foi fechada pelas autoridades do país após tumultos que ocorreram em um estádio deixando 74 mortos, disse o presidente da entidade, Joseph Blatter.

Leia mais: "Este é um dia negro para o futebol", diz Blatter

Blatter, em visita ao Paraguai, afirmou que a suspensão devido à invasão de um estádio na cidade de Port Said na semana passada é uma interferência direta na organização do futebol.

Confira ainda:
Fifa oferece assistência e pede explicações às autoridades egípcias

"As informações que recebemos na Fifa são de que o número de mortes confirmadas é de 74 pessoas. Também foi confirmado que o governo interferiu diretamente ao suspender a Federação Egípcia de Futebol", disse Blatter em entrevista coletiva nos arredores de Assunção.

"Vamos cuidar do caso a partir de amanhã (segunda-feira) para que a Federação seja reaberta, porque é ela que tem a responsabilidade de organizar as competições e deve continuar a fazê-lo", disse o dirigente, que participou de um congresso da Confederação Sul-Americana de Futebol.

E mais: Invasão de campo mata 74 e fere 248 no Egito

O incidente no estádio de Port Said foi a pior tragédia do futebol do Egito e o episódio de maior número de vítimas desde o começo da revolta popular que derrubou o então presidente do país Hosni Mubarak, há quase um ano.

A maioria das vítimas morreu esmagada durante o tumulto, mas manifestantes que tomaram as ruas para protestar logo depois da tragédia atribuíram a responsabilidade às autoridades militares do país.

 

Leia tudo sobre: egitofutebol mundialfifa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG