Tamanho do texto

Na terça-feira foi cancelada a votação do texto na comissão especial na Câmara dos Deputados. Fifa queria lei aprovada ate março

Após novo atraso na Lei Geral da Copa a Fifa afirmou estar decepcionada com o que diz ser uma demora para a aprovação do documento. Na terça-feira foi cancelada a votação do texto da comissão especial que analisa o projeto de lei com garantias a entidade máxima do futebol, que organiza o Mundial de 2014 . Segundo os deputados o cancelamento aconteceu devido a um pedido do Governo Federal.

Leia também:  Visto eletrônico para estrangeiros com ingressos atrasa Lei da Copa

Em nota respondida à reportagem do iG , a Fifa reclamou do novo atraso. “A Fifa reconhece a decisão da Comissão Especial de adiar a votação da Lei Geral da Copa, mas está decepcionada com esta nova demora. Continuaremos nossas reuniões com as autoridades competentes e esperamos que a Lei Geral da Copa seja finalizada em breve, refletindo os compromissos acordados com o governo", diz o texto.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Fifa não gostou do atraso na votação da Lei e espera que prazo estabelecido seja cumprido
Getty Images
Fifa não gostou do atraso na votação da Lei e espera que prazo estabelecido seja cumprido

E ainda:  Venda de álcool nos estádios fica restrita ao período da Copa

Um dos motivos que levou o governo a pedir o cancelamento da votação foi um novo parecer do Itamaraty, conforme revelou o iG na última terça-feira . O Ministério das Relações Exteriores analisa a concessão de visto eletrônico aos portadores de ingressos para a Copa 2014 . A Fifa gostaria que todos o ingresso para o Mundial viesse com o visto automático para a entrada no Brasil, como aconteceu na edição de 2010, na África do Sul. Em 2006, entretanto, a medida não foi aceita pelo governo da Alemanha.

Até março?
A Fifa e o Governo Federal haviam acertado que a Lei Geral da Copa entraria em vigor em março, quando o presidente da entidade deverá vir ao Brasil. “Acho que agora é o momento de assinar o acordo. Agora nossa missão é fazer essa lei nascer. Agora é a hora de fazer esse bebê nascer. A gente tem que fazer esse bebê nascer, já passaram os nove meses”, disse o secretário-geral da Fifa Jeróme Valcke em janeiro, quando esteve reunido com o governo federal.

A Lei Geral da Copa é o documento que dá garantias à Fifa para a organização do evento. No texto, a entidade conseguiu incluir a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante os jogos do Mundial, o que é vetado pelo Estatuto do Torcedor. A entidade conseguirá com a lei outras garantias, como a concessão de passaporte e visto de trabalho para os estrangeiros que trabalham na entidade e isenção de impostos.