Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fifa investiga suspeita de manipulação em dois amistosos

Partidas Letônia x Bolívia e Estônia x Bulgária tiveram sete gols anotados em cobranças de pênaltis

AE |

A Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) iniciou nesta quinta-feira um processo disciplinar contra seis dirigentes envolvidos em suposta manipulação de duas partidas amistosas realizadas no mês passado. O organismo que rege o futebol mundial disse em comunicado que os dois jogos internacionais investigados são as partidas entre Letônia x Bolívia e Estônia x Bulgária, ambos jogados na cidade turca de Antalya, no dia 9 de fevereiro.

A Fifa explicou que ainda não definiu a data em que a sua comissão disciplinar vai escutar os envolvidos no caso. De acordo com entidade, as suas regras de privacidade a impedem de identificar os dirigentes e suas nacionalidades. "Os processos foram abertos depois que se fez uma avaliação de toda documentação e informação recebida pela Fifa, com relação a uma possível situação de partidas manipuladas nesses encontros", indicou, em comunicado oficial.

Getty Images
Lance do amistoso entre Letônia e Bolívia, na Turquia. Árbitro e auxiliares não tinham escudo da Fifa
No mês passado, a Federação de Futebol da Hungria disse que suspendeu o árbitro Kolos Lengyel, que apitou um dos jogos. As suspeitas surgiram porque os sete gols das partidas foram marcados em cobranças de pênalti, com a Letônia vencendo a Bolívia por 2 a 1, e Estônia e Bulgária empatando por 2 a 2. Um dos pênaltis foi repetido após um jogador desperdiçar a cobrança inicial.

As partidas foram jogadas no estádio de Antalya, quase vazio, com pouca cobertura televisiva, aumentando a preocupação de que os organizadores tentaram lucrar com apostas com resultados combinados. A revista alemã "Stern" informou nesta quarta-feira que operadores de apostas mostraram que se lucrou ao menos US$ 6,9 milhões (R$ 11,5 milhões) com a partida entre Estônia e Bulgária. Os jogos amistosos foram organizados por uma empresa da Tailândia.

Leia tudo sobre: Futebol MundialAmistosoFifaManipulaçãoApostas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG