Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fifa indica queda de Silva e já fala em novo representante de Dilma

Ministro do esporte era até agora o interlocutor do governo federal com a organizadora da Copa

iG São Paulo |

Nesta sexta-feira, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, informou que virá ao Brasil em novembro para tratar sobre a Lei Geral da Copa, que rendeu atritos entre a entidade e o governo , e indicou a saída do ministro do esporte, Orlando Silva. Em entrevista coletiva, o dirigente não citou o ministro, que vinha sendo até então o interlocutor da presidente Dilma Rousseff com a Fifa.

LEIA MAIS: Fifa decide revelar documentos que podem incriminar Teixeira


AE
Ministro Orlando Silva vinha sendo o interlocutor do governo com a Fifa
“Em novembro, vamos nos encontrar com o novo representante que a presidenta Dilma Rousseff indicará e que comandará o assunto Copa do Mundo no governo”, afirmou Valcke, em entrevista coletiva em Zurique.

Além de já falar em um “novo representante” do governo, o secretário-geral da Fifa elogiou a decisão da presidente por agir, segundo ele, rapidamente na solução do episódio. Na última semana, reportagens revelam fraudes no Ministério do Esporte em assinaturas de convênios com entidades e o suposto favorecimento do PC do B, partido de Orlando.

VEJA TAMBÉM: De volta da África, Dilma decide futuro de Orlando Silva

No final da noite desta quinta-feira, 20, a presidenta convocou uma reunião de emergência logo que chegou de Angola. Dilma ouviu os relatos do ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, sobre o andamento das investigações na Polícia Federal e no Ministério Público. Orlando Silva não participou do encontro e nesta sexta deve se encontrar com a presidente.

O ministro nega a existência de irregularidades e se diz vítima de "linchamento moral". Em seu perfil no Twitter, Orlando Silva voltou a afirmar que não foram apresentadas provas contra ele. "Preparei um relatório com mentiras publicadas desde fim de semana. Impressiona tantos ataques sem qualquer prova", escreveu na noite desta quinta.
 

Leia tudo sobre: Copa 2014FifaOrlando Silva

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG