Tamanho do texto

Federação Japonesa decidiu disputar Copa América, mas contar com todos seus jogadores foi uma das condições para participação

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta sexta-feira que a entidade não intervirá junto aos clubes europeus para que os jogadores da seleção japonesa sejam liberados para disputar a Copa América, em julho, na Argentina.

"A Copa América está no calendário internacional da Fifa, e os atletas convocados devem ser liberados, mas apenas os das equipes da Conmebol, e não os convidados", afirmou Blatter em entrevista coletiva durante visita à Costa Rica, em busca de apoio para tentar um quarto mandato.

"A única solução seria que os clubes, em um gesto de simpatia e solidariedade com o Japão, liberassem os jogadores. Mas é escolha livre dos clubes liberarem ou não".

Na quinta-feira, a JFA (Associação Japonesa de Futebol) anunciou que a seleção do país participará do torneio, mas colocou como condição justamente a ajuda da Conmebol e da Fifa para conseguir contar com todos os atletas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.