Tamanho do texto

Entidade máxima do futebol quer evitar que país sejá prejudicado por ausência em competições internacionais

selo

A Fifa nomeou um equipe de emergência de dirigentes para resolver a situação conflituosa com a Federação de Futebol da Bósnia-Herzegovina e oferecer uma caminho para cancelar a proibição do país de participar de competições internacionais.

A Fifa disse que a comissão provisória de seis membros, chamada de "comitê de normalização" deve cortar os laços com as lideranças do futebol da Bósnia e realizar uma assembleia geral antes de 26 de maio.

A oferta de paz poderia permitir que a Bósnia continuasse participando das Eliminatórias da Eurocopa de 2012. A seleção tem partidas marcadas contra Romênia e Albânia para os dias 3 e 7 de junho, respectivamente.

A Bósnia foi suspensa este mês porque seus dirigentes recusaram os pedidos da Fifa e da Uefa para eleger um presidente único. Como na política, a liderança de futebol da Bósnia tem sido etnicamente dividida entre um bósnio, um croata e um sérvio desde 1995.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.