Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fifa cita erros do Brasil e elogia Rússia para Copa 2018

Antecipação na organização foi elogiada pelo secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, que ainda vê brasileiros muito atrasados

EFE |

Getty Images
Valcke diz que tempo para organizar o evento é fundamental
O secretário-geral da Fifa , Jerome Valcke, afirmou nesta terça-feira que a Rússia, país sede da Copa do Mundo de 2018, não cairá nos erros de organização do Brasil. "Estou muito contente com os preparativos. Estes sete anos são realmente o tempo que a Rússia necessita para organizar o Mundial", comentou Valcke em entrevista coletiva, segundo as agências locais. O diretor da Fifa considera que o fato de a Rússia já ter começado a construir os estádios para a Copa e as infraestruturas necessárias para fazer frente ao fluxo de torcedores é uma receita para o sucesso. 

Veja também: Fifa usou até convites de evento para pressionar governantes

"Aprendemos com a África do Sul e com o Brasil que necessitamos de tempo para preparar o torneio. Há muito trabalho e muitas coisas para fazer na Rússia, mas o nível de entusiasmo e compromisso do comitê organizador e do governo é fantástico", comentou.

Valcke destacou entre outros problemas o trânsito de Moscou, que tachou de "pesadelo". "Mas estamos falando de 2018, portanto temos tempo para solucionar todos os problemas", comentou o diretor, que criticou os atrasos nos preparativos do Brasil e adiantou que se reunirá com a presidente brasileira, Dilma Rousseff, para coordenar a organização.

Por sua parte, o ministro de Esportes russo, Vitali Mutkó, assegurou que a Duma (Câmara dos deputados) aprovará já no próximo ano as leis para proteger os direitos da Fifa neste país.

Quanto à lista definitiva de 11 cidades e 12 estádios que receberão as partidas do Mundial, Mutkó disse que serão conhecidas em 2012.

O que é certo é que o Estádio Olímpico Luzhnikí, de Moscou, receberá a grande final e que a capital russa, São Petersburgo e Yekaterimburgo serão sedes das semifinais. A definição já aconteceu porque essas três são as únicas cidades russas com estádios com capacidade para mais de 60 mil espectadores como exige a Fifa.

Leia tudo sobre: futebol mundialfifacopa 2014rússia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG