Presidente da entidade, Joseph Blatter, irá a Brasília para falar com a presidenta

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou que irá se reunir com a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, na próxima sexta-feira. O encontro acontece em meio a uma crise institucional na organização da Copa de 2014 e foi solicitado pelo dirigente da dona do evento.

VEJA TAMBÉM: Copa do Mundo fica 'sem dono' a dois anos do início

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também participará do encontro. Já o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, não estará na comitiva da entidade. O dirigente, que é o principal executivo da organização do evento tinha uma visita marcada para o Brasil nesta semana que foi cancelada na última sexta. Isso aconteceu após o Governo Federal vetar o seu nome como interlocutor com o Brasil, depois de suas declarações afirmando que o país precisava de um "chute no traseiro".

Blatter e Dilma Rousseff se encontraram em julho de 2011, no Rio de Janeiro. Nova reunião acontece em meio a crise
Getty Images
Blatter e Dilma Rousseff se encontraram em julho de 2011, no Rio de Janeiro. Nova reunião acontece em meio a crise
Pela declaração, Valcke e Blatter pediram desculpas, que foram aceitas. O Planalto, porém, deixou em aberto se aceitará ou não o secretário-geral da Fifa como interlocutor depois do caso.

O impasse pelo "chute no traseiro" foi apenas um dos capítulos da falta de comunicação entre Fifa e Brasil . Com o COL (Comitê Organizador Local da Copa) enfraquecido, pela falta de trânsito do ex-presidente Ricardo Teixeira com o Governo Federal, a entidade máxima do futebol ficou sem um canal de comunicação com o país.

O que Blatter tentará ao vir ao Brasil é, justamente, aparar as arestas e tentar melhorar a relação com as autoridades do país. O dirigente não abre mão também de manter Valcke como seu interlocutor. O secretário-geral da Fifa é o principal executivo da organização do Mundial. Foi assim na África do Sul, onde tampouco poupou os africanos de críticas durante a organização do torneio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.