Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fernando Henrique segura o Atlético-MG e garante o empate

Goleiro do Ceará defendeu até pênalti em tarde iluminada com seu time jogando com dois a menos

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

nullAtlético-MG e Ceará fizeram um duelo direto cheio de emoções na luta contra o rebaixamento, nesse domingo, na Arena do Jacaré. O time mineiro atuou por quase todo o segundo tempo com dois jogadores a mais, mas não conseguiu furar o bloqueio dos nordestinos e o placar ficou no 1 a 1. O grande nome da partida foi o goleiro Fernando Henrique, que operou milagres e ainda defendeu uma penalidade.

O Atlético-MG teve inúmeras chances para balançar as redes, mas encontrou Fernando Henrique inspirado. O goleiro do Ceará fez uma partida inesquecível e segurou o empate heroico para o time de Estevam Soares. O ápice dessa atuação foi uma grande defesa em pênalti cobrado pelo atacante Magno Alves, ainda no primeiro tempo.

O resultado é péssimo para os mineiros, que seguem na zona de rebaixamento. Já os cearenses, pelas circunstâncias da partida, saíram de Sete Lagoas comemorando o ponto conquistado.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

O atacante Neto Berola foi vetado pelo departamento médico nos vestiários e a opção de Cuca foi por começar o jogo com André. Os jogadores do time mineiro entraram em campo com o nome de Bianca nas costas, irmã do goleiro Renan Ribeiro que faleceu na última semana.

Em um dos camarotes da Arena do Jacaré, o ídolo atleticano Diego Tardelli era muito festejado pela torcida, que pedia pela sua volta.

Veja como foi o duelo no primeiro turno entre Atlético-MG e Ceará

O primeiro a buscar o gol foi o atacante Magno Alves, que soltou uma bomba de fora da área e Fernando Henrique fez bela defesa. O gol atleticano não demorou a sair. O estreante Carlos César recebeu dentro da área e soltou uma bomba no ângulo para abrir o placar e incendiar a Arena do Jacaré. Apesar do gol ter sido validado, André, que rolou para Carlos César, estava impedido na jogada. O mesmo Carlos César teve grande chance para ampliar, na cara do goleiro. Mas, dessa feita, o lateral errou o alvo.

André tabelou com Bernard e saiu na cara do gol. Mas o atacante atleticano chutou para fora e desperdiçou mais uma clara chance de fazer o segundo. Mas o primeiro tempo era mesmo do estreante Carlos César. O lateral foi derrubado na área e o juiz assinalou a penalidade. Mas, na cobrança, Magno Alves chutou e Fernando Henrique evitou o gol com grande defesa.

O lance parece ter dado moral ao Ceará. No ataque seguinte, Osvaldo fez bela jogada pela direita e cruzou para Leandro Chaves empatar de cabeça. Michel ainda foi expulso na primeira etapa, deixando o time nordestino com um a menos na partida.

No início do segundo tempo, o juiz acabou expulsando João Marcos por fazer cera. O lance gerou polêmica, já que o jogador não tinha amarelo. O árbitro alegou que teria sido ofendido e por isso mostrou o vermelho em seguida.

Com dois a mais em campo, o Atlético-MG partiu para o ataque. André cabeceou e acertou a trave de Fernando Henrique.Também de cabeça, Bernard obrigou Fernando Henrique a operar novo milagre na Arena do Jacaré.

O goleiro Fernando Henrique seguia fazendo o que podia e evitou o gol de Jonatas Obina com os pés. O goleiro ainda defendeu uma finalização de calcanhar de André, para desespero da torcida atleticana. Para aumentar o drama da partida, o atacante Roger, que já havia sido substituído, também foi expulso.

No final da partida, as jogadas aéreas do Atlético-MG quase surtiram efeito, mas as cabeçadas de Leonardo Silva e André não encontraram as redes do Ceará. Ao final da partida, a torcida atleticana, indignada com o time, gritou: "Ão, ão, ão, Segunda divisão".

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG 1X1 CEARÁ
Local: Arena do Jacaré (MG)
Data: 2 de outubro de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Carlos Titara da Rocha (AL)
Renda: R$74.870,50
Público:
14.174 pagantes
Cartões amarelos: André e Pierre (ATL); Fernando Henrique, Daniel Marques, Rudinei, Roger, Leandro Chaves e Michel (CEA)
Cartão vermelho: Michel, Roger e João Marcos (CEA)

Gols:
Atlético-MG: Carlos César, aos 12 minutos do primeiro tempo
Ceará: Leandro Chaves, aos 37 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Carlos César, Werley, Leonardo Silva e Triguinho (Didira); Pierre, Fillipe Soutto (Renan Oliveira), Bernard e Daniel Carvalho; André e Magno Alves (Jonatas Obina).
Técnico: Cuca.

CEARÁ: Fernando Henrique; João Marcos, Fabríci, Daniel Marques e Vicente; Michel, Heleno, Rudnei (Thiago Matias) e Leandro Chaves (Felipe Azevedo); Osvaldo e Roger (Boiadeiro)
Técnico: Estevam Soares.

Entre para a torcida virtual do Atlético-MG e comente a partida contra o Ceará

Leia tudo sobre: Atlético-MGCearáBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG