Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fernandão admite que só agora está chegando à condição ideal

Forma física atrapalhou começo de temporada do atacante, que só agora começa a sentir perna ¿mais leve¿

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Depois de entrar no intervalo do jogo contra o Americana e ajudar o São Paulo a virar o placar, o atacante Fernandão vive a expectativa de ser titular pela primeira vez no ano. Nesta quinta, o jogador admitiu que demorou para entrar em forma neste início de ano, não só pelo condicionamento físico, mas também pela volta de uma recorrente contusão na panturrilha esquerda.

No estreia do Campeonato Paulista, Fernandão sequer foi relacionado para a partida contra o Mogi Mirim. E nas partidas seguintes, contra São Bernardo, Ponte Preta e Americana, começou no banco e entrou apenas no segundo tempo.

“Eu estava muito focado na minha parte física. Voltei a sentir um pouco a panturrilha, fiquei fazendo um trabalho de recuperação. Mas lógico que tem que jogar, para conseguir ritmo e condicionamento melhor”, afirmou o camisa 15.

“Agora já estou bem. Não estava vindo com essa preocupação toda [em relação à titularidade], mas ontem terminei bem. Não é que você esteja mal, mas com o trabalho a tua perna fica pesada e a reação lenta, o cérebro pensa e a perna não responde. A questão é que o nível de treinamento no começo do ano é muito forte e isso faz a perna pesar”, completou.

Agora que já se considera mais preparado fisicamente para jogar, Fernandão ainda precisa mostrar trabalho para Carpegiani se quiser se tornar titular. O próprio jogador explica que suas características não se encaixam com o atual sistema utilizado pelo treinador, por isso seria necessário “mudar a cabeça” dele para conquistar uma vaga.

“Eu quero estar jogando sempre, mas cada treinador tem uma maneira de ver. O nosso time nõ faz 20, 25, 30 cruzamentos por jogo, é uma equipe de toque de bola. Mas logo vou estar lutando para mudar a cabeça dele. Posso ser um pouco lento em velocidade, mas rápido em pensamento, toque de bola”.

Apesar desse desejo de jogar, no entanto, Fernandão mostra muito tranquilidade na disputa pelo lugar como titular, e afirma que nunca vai cobrar publicamente uma chance na equipe.

“Nunca vou torcer contra. Quando precisar vou estar preparado para entrar, ajudar com a minha liderança, com o meu futebol, mas nunca vou vir aqui e reclamar para vocês [imprensa]. Se quiser falar alguma coisa vou na sala dele, ter uma conversa de homem para homem”, afirmou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG