Em nota, entidade argumentou que "decisões como essa desequilibram o Campeonato Brasileiro"

selo

O presidente da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), Rubens Lopes, deixou claro nesta terça-feira, em nota oficial, a sua insatisfação com a decisão da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) de adiar a partida entre Santos e Botafogo , pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, anteriormente marcada para o dia 4 de setembro, no estádio da Vila Belmiro.

No documento, a Ferj considera que "decisões como essa desequilibram o Campeonato Brasileiro e prejudicam principalmente os clubes cariocas e nesse caso, em especial, o Botafogo. Vale ressaltar que a referida convocação aconteceu no último dia 18 de agosto e o aviso foi emitido a cinco dias da data original do jogo", registrou.

O adiamento do jogo, ainda sem nova data, foi definido pela CBF nesta terça a pedido da diretoria do Santos, que não quer entrar em campo no domingo sem três titulares: Neymar, Paulo Henrique Ganso e Danilo. Eles foram convocados para defender a seleção brasileira no amistoso com Gana na segunda-feira, dia 5, em Londres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.