Tamanho do texto

Devido ao Knabenschiessen, atleta será julgado na próxima segunda, podendo ser suspenso por dois anos

AE
Jobson tem seu julgamento novamente adiado e segue indefinição sobre seu futuro
O atacante Jóbson terá que esperar mais um dia para saber o seu futuro no futebol. Isso porque a CAS (Corte Arbitral do Esporte) adiou o julgamento do atleta em mais um dia devido a um feriado militar suíço, o Knabenschiessen.

A data comemorativa é uma das mais antigas da Suíça e consiste em um concurso de tiros para jovens que, a partir desse momento, são considerados aptos para atividades militares.

Dessa forma o julgamento do jogador, que foi remarcado da última segunda-feira para esta semana, será deslocado para a terça-feira. É a terceira mudança de data para o arbitramento da pena de Jóbson , que pode variar de seis meses (período já cumprido em 2010) a dois anos.

Jóbson foi flagrado no exame antidoping após as partidas diante de Coritiba e Palmeiras enquanto defendia o Botafogo , no Brasileirão de 2009. Mais tarde, o jogador admitiria o consumo de crack e seria punido por dois anos de suspensão pelo STJD. A decisão foi revista e diminuída para seis meses pela própria entidade, atitude que foi de encontro à da Wada (Agência Mundial Antidoping), que solicitou a revisão da pena.

Dispensado do time do Bahia por indisciplina em agosto, Jóbson aguarda a decisão para definir seus próximos passos no mundo da bola. Em caso de absolvição, o Barueri deverá exercer a prioridade conquistada com a assinatura de um pré-contrato e levá-lo para a cidade, onde reencontrará o técnico Estevam Soares, seu comandante dos tempos de Botafogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.