Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ferguson pede para Chelsea ter calma com Torres

Treinador do Manchester afirmou que qualquer time gostaria de contar com o atacante espanhol no elenco

Gazeta Esportiva |

O ataque do Chelsea não funcionou mais uma vez na partida com o Manchester United, vencida por 2 a 1 pelo time de Alex Ferguson. O técnico Carlo Ancelotti escalou o centroavante Fernando Torres, contratado a peso de ouro, mas o espanhol passou mais um jogo sem marcar e já faz a imprensa cogitar a sua venda ao final da temporada. Apesar disso, o técnico do Manchester pediu calma com o atacante.

Torres começou como titular no jogo desta terça-feira, mas teve outra atuação ruim e foi substituído ainda no intervalo por Ancelotti. A torcida já perdeu a paciência com o jogador que custou 50 milhões de libras (R$ 129 milhões) aos cofres do time londrino em janeiro, mas ainda não marcou um gol sequer pelos Blues. Mas, para o técnico do United, isso não é suficiente para mandar o ex-jogador do Liverpool embora do time.

"Eu não vejo como eles podem deixá-lo ir embora tendo o contratado por um preço tão alto. Ele pode não estar bem neste momento, mas é jovem e tem muitas temporadas pela frente", analisou o treinador escocês.

"O Chelsea teve a oportunidade de contratá-lo, e eu não consigo pensar em um clube que não gostaria de tê-lo no elenco. Foi um negócio fantástico", defendeu Ferguson.

Ancelotti reconheceu que errou ao escalar Torres como titular em detrimento do marfinense Didier Drogba, mesmo com a má fase do atleta - algo que pode ter custado a classificação, já complicada desde o início da partida, quando o time visitante precisava tirar uma diferença de 1 a 0, com o gol sofrido em casa.

"Talvez (tenha errado). Pode ser. Eu falei muitas vezes durante a temporada que usaria Fernando neste tipo de situação, com essa formação tática que usamos", argumentou.

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterramanchesterchelsea

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG