Rebaixado no Campeonato Brasileiro daquele ano, goleiro venceu o clássico com o virtual campeão São Paulo

O goleiro Felipe já passou maus bocados em sua carreira. Um deles aconteceu em 2007, quando foi rebaixado com o Corinthians no Campeonato Brasileiro. É de lá que ele tira uma lição importante para o Flamengo , que vai disputar domingo, às 19h30, no Engenhão, um clássico com o Vasco , que vem de três derrotas seguidas, com técnico demitido e dois jogadores importantes afastados.

No dia 7 de outubro de 2007, o Corinthians já estava ameaçado de rebaixamento e tinha pela frente o São Paulo , já virtual campeão brasileiro daquele ano. Mesmo assim, Felipe saiu de campo com uma vitória por 1 a 0, que, na época, deu uma nova esperança ao seu time para a sequência da competição.

“Eu preferia que o Vasco estivesse em outra situação, parece que a gente tem a obrigação de ganhar, mas não é assim. O Flamengo não entra em campo com 1 a 0 no placar”, comentou Felipe, satisfeito com seu desempenho nos primeiros jogos. “Estou feliz por ter conquistado a confiança da torcida, mas ela não perdoa falha. Tenho que trabalhar sério, pois estou aqui para provar meu valor no Flamengo”.

Felipe acompanhou o noticiário da crise do Vasco. Depois do treinamento desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, foi ele que informou aos companheiros sobre o afastamento de Felipe e Carlos Alberto do elenco.

“Pegou de surpresa. A gente está sempre dando uma fuçada no noticiário dos adversários”, comentou Felipe, com a receita de como agir na situação que vive o Vasco. “Tem que fazer o mais simples. Nessas horas, você chuta para o gol vazio, vem o Gasparzinho e tira. O momento deles é ruim, mas antes lá do que aqui”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.