Meia diz que time precisa ter cuidado com os contra-ataques do adversário para não ser surpreendido

Equilíbrio. Esta é a palavra-chave para o compromisso do Vasco nesta quarta-feira, contra o Avaí , em São Januário. O confronto vale vaga na final da Copa do Brasil. E, diferentemente das fases anteriores, a classificação será decidida na campo do adversário, dia 25. O meia Felipe dá a receita para o time fazer um bom resultado em casa e jogar com tranquilidade a segunda partida. A ordem é não sofrer gol.

 Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“(O Vasco está) acostumado sempre com o segundo jogo em casa. Copa do Brasil tem uma maneira diferente de se jogar. (Vamos) procurar fazer o resultado dentro de casa e se preocupar em não sofrer gol. Procurar atacar sem dar o contra-ataque, para evitar que se sofra gol. Sofrer gol em casa nesta competição é muito ruim, porque fica difícil depois para você recuperar”, alertou o camisa 6 da Colina, eleito o melhor meia do Campeonato Carioca na premiação desta segunda

Felipe é o tipo de jogador com vários títulos na carreira. Porém, um, em especial, o craque não tem: a Copa do Brasil . Ao mesmo tempo, o Vasco busca a competição da qual foi semifinalista sete vezes . Perguntado se sente-se na obrigação de pôr fim ao tabu no torneio nacional, o jogador diz que os tempos são outros. O meia fez parte de apenas uma das campanhas, em 1998. 

“É complicado falar do passado porque eu não estive presente em todos os jogos, mas nem sempre a melhor equipe vai ganhar. Copa do Brasil é diferente, você tem que jogar bem durante aqueles 180 minutos. Não é como o Brasileiro, que você precisa de uma regularidade. Na Copa do Brasil não dá para recuperar, por isso os times de menos tradição jogam tudo, se arriscam mais”. 

Quando o assunto é a campanha de 2011, Felipe demonstra otimismo. O clima, hoje, em São Januário, leva o craque a apostar na inédita conquista. 

“Este ano, as coisas estão caminhando bem. Está tudo dando certo. Ambiente bom, grupo unido, trabalho dando resultado. Vamos ver se acabamos com isso”, frisou o meia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.