"Ficamos chateados, mas não é falta de trabalho nem de dedicação", avaliou o jogador

Após três derrotas consecutivas na Série B do Brasileirão, o Goiás amarga a 16ª posição na tabela com apenas seis pontos somados. O Esmeraldino só não está na zona do rebaixamento já que conta com um saldo de gols superior que o Bragantino. Vivendo esta má fase, o atacante Felipe Amorim defendeu o elenco e o treinador Arthur Neto.

De acordo com o jogador, o elenco sofre com a pressão da torcida e busca se recuperar na tabela do torneio. "Tem dias que o time não dorme direito e tem vergonha de sair na rua. A gente tem vergonha na cara, estamos representando o Goiás que é uma grande equipe", revelou, em entrevista ao Portal 730 .

"Ficamos chateados, mas não é falta de trabalho nem de dedicação. Quando a fase está ruim, a bola passa na área e ninguém chega, a gente chuta, a bola pega na trave e o goleiro defende, como aconteceu contra o Paraná. É uma questão de tempo, a bola vai entrar, a gente está trabalhando forte e é lógico que não ficamos felizes com os resultados", concluiu.

Revelado na categoria de base do time, Felipe Amorim vem sendo o destaque da equipe nesta temporada. Eleito como a revelação do Campeonato Goiano, o jogador não acredita em uma queda de produção do time ao longo da temporada.

"Não acho que houve uma queda de rendimento. A Série B é um campeonato mais complicado que o Goiano e é natural que a gente fosse sentir um pouco, eu só disputei uma partida do Brasileiro no ano passado e estou pegando a experiência necessária para jogar", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.