Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão sobre Henrique e Martinuccio: "Chance de acertar é zero"

Técnico do Palmeiras descarta contratações de dois reforços, apesar de diretoria ainda dizer que tem chances

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Luiz Felipe Scolari está pessimista em relação à chegada de reforços. Ou está escondendo o jogo. Na coletiva de imprensa desta sexta-feira, o treinador do Palmeiras afirmou que a chance de Henrique e Alejandro Martinuccio chegarem ao Palestra Itália é zero.

Não é possível afirmar se Felipão está assumindo o papel ao lado de sua diretoria e escondendo todas as tentativas de se reforçar no mercado ou se ele realmente acha difícil acertar com os jogadores. O certo é que na terça-feira, no evento de apresentação do novo uniforme, o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, disse que ainda negociava com os dois.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time

“A chance é zero. Pelo que eu saiba, a gente não contratou ninguém. Até agora que eu cheguei aqui (sala de imprensa), a chance de contratação do Martinuccio é de 1%. O que tinha para se contratar era para ter sido feito há 15 ou 20 dias. Nós, inclusive, já estamos observando outros jogadores. Para mim, hoje, a chance é zero”, disse Felipão sobre Martinuccio, para depois repetir a postura quando o assunto era o Henrique.

“Para mim, eu continuo dizendo: a chance é zero. Os dados que foram passados, os números que me dissera, eu preciso dizer que a chance é menos que do que zero. É sem chance alguma”, completou.

Na última semana, Luiz Felipe Scolari mostrou muita irritação com o vazamento de informações e pediu silêncio de seus dirigentes ao falar sobre as investidas palmeirenses no mercado. “Se eu elogio aqui, o time da esquina vai ali e compra”, resumia o treinador.

Enquanto isso, o empresário de Henrique, Marcos Malaquias, afirmou que o zagueiro quer atuar pelo Palmeiras e que o time paulista terá toda a prioridade na negociação. Ele também se esforça para convencer a Traffic a investir no negócio. Já no caso de Martinuccio, os dirigentes palmeirenses aguardam o término da Libertadores para ter uma posição final do jogador e também do Peñarol.

Leia tudo sobre: palmeirashenriquemartinucciomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG