Tamanho do texto

Então com 22 anos, meia foi escolhido por treinador para bater pênalti na estreia do Brasil na Copa, mas Rivaldo chamou a responsabilidade e converteu

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859896427&_c_=MiGComponente_C

Então com 22 anos, Ronaldinho Gaúcho foi escalado como titular pelo técnico Luiz Felipe Scolari para a estreia na Copa do Mundo de 2002 diante da Turquia. Na manhã desta sexta-feira, o técnico revelou que o meia 'pipocou' no momento de cobrar o pênalti diante dos turcos.

"Pelo meu esquema, seria o Ronaldinho que deveria cobrar, mas na hora que ele pegou a bola, olhou para o banco. Quando você vê um jogador olhando para o banco, sabe que tem alguma coisa acontecendo. Na linguagem popular, ele estava todo cagado. Aí, o técnico pensa: 'ai, Jesus!'", disse Felipão durante palestra em São Paulo.

Getty Images
Ronaldinho "amarelou" na hora de bater o pênalti contra a Turquia

O início da campanha do pentacampeonato foi dramático em Ulsan. O Brasil sofreu um gol de Hasan Sas, empatou com Ronaldo e ganhou graças ao árbitro coreano Kim Young-joo. Aos 41 minutos do segundo tempo, o zagueiro Alpay Ozalan segurou Luizão, que substituiu Ronaldo, fora da área, mas o juiz marcou pênalti.

"É nessa hora que aparecem as lideranças do grupo. O Rivaldo fez assim", contou Felipão, apontando para o próprio peito. "Eu disse: 'é tu mesmo!'. Nesse momento, não é só o jogador que está cagado, o técnico também está", contou o Scolari, enquanto seus espectadores gargalhavam.

Então astro do Barcelona, Rivaldo, com 30 anos na época, assumiu a responsabilidade e estufou as redes do goleiro Rustu. Além de garantir os primeiros três pontos da seleção brasileira na Copa do Mundo, o meia contribuiu com a carreira de Ronaldiho Gaúcho, diz Felipão.

"O Rivaldo, que tem gente que não valoriza, tinha muita personalidade. Se ele errasse o pênalti, não estaria nem aí. Mas o Ronaldinho tinha 22 anos e, se errasse, mudaria a carreira. Se jogador perde pênalti em Copa do Mundo, os caras querem matar. Ainda mais que ele era gaúcho e o técnico também era gaúcho. Poderia dar problema", disse Scolari.

No segundo jogo da fase classificatória, o Brasil goleou a China por 4 a 0, em Seogwipo. Com gols de Roberto Carlos e Rivaldo, o time de Felipão abriu 2 a 0 rapidamente. No final do primeiro tempo, Ronaldo foi puxado por Li Weifeng e o árbitro sueco Anders Frisk marcou pênalti.

"Os outros jogadores entregaram a bola para o Rivaldo cobrar, mas ele deu para o Ronaldinho e disse: 'agora, pode bater, porque se você perder a gente faz mais dois, eles são muito ruins'", contou Felipão. Ronaldinho superou o goleiro Jiang Jin e foi sambar na bandeirinha de escanteio.

Oito anos depois do pentacampeonato de 2002, o atual meia do Milan luta para garantir uma vaga na seleção comandada por Mano Menezes após ficar fora do Mundial de 2010. Rivaldo, por sua vez, preside o Mogi Mirim e pretende voltar aos gramados pelo próprio clube na próxima temporada.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.