Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão prefere LDU a Independiente na final da Copa Sul-Americana

Técnico elogia gramado do estádio equatoriano e diz gostar de jogar contra a pressão de milhares de torcedores adversários

Bruno Winckler, iG São Paulo |

A proximidade da reta final da Copa Sul-Americana já faz o técnico Luiz Felipe Scolari projetar os próximos passos do Palmeiras na competição que pode garantir ao Palmeiras a presença na Copa Libertadores de 2011. Se passar pelo Goiás, contra quem faz a primeira partidas das semifinais da competição na quarta-feira em Goiânia, o Palmeiras enfrenta o vencedor entre LDU e Independiente. E para Felipão o melhor é enfrentar o time equatoriano.

Se passar é um argentino (Independiente), carne de pescoço, ou a LDU, pior ainda, já tem tradição e ganhou muitas competições na altitude.  Mesmo assim gostaria de jogar com a LDU porque o campo é um tapete. Tem 60 mil pessoas torcendo contra. E é bom. Eu gosto de jogar em um estádio lotado contra nós porque  qualquer coisa que a gente faça de bom já arrebenta com o pessoal deles. Se a gente chegar a final já deu um grande passo, mas só depois vamos ver o q vai ter, disse o técnico.

Se chegar à final, o Palmeiras tem duas opções para decidir o título. Se o adversário for o Independiente, o segundo jogo da final será na Argentina. Já se for a LDU a finalista, a partida decisiva será realizada em São Paulo. Felipão não diz se essa diferença é o que o faz preferir a LDU ao Independiente, mas o retrospecto recente do Palmeiras na competição fortalece essa visão. Até esta semifinal o Palmeiras decidiu todas as classificações fazendo o segundo jogo em casa e isso pode acontecer de novo.

"O que importa é jogar com inteligência fora de casa, com paciência, em busca do gol, porque a gente sabe que fazer um gol fora ajuda muito. Nem o 0 a 0 serve", disse, já projetando o jogo contra o Goiás nesta quarta-feira. O gol marcado fora de casa pode ser determinante para se definir a equipe classificada.

Felipão reforça o discurso de respeito ao Goiás, adversário que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas se diz convicto de que o Palmeiras tem plenas condições de chegar à decisão. Tenho convicção e passo isso para meus atletas, tenho uma boa sensação, mas respeito o Goiás, sei do que são capazes. Já alertei a todos do que eles podem fazer de diferente para haver essa superação, é importante que todo mundo saiba isso, disse.

Sem pretensões no Brasileiro, Felipão sabe que só resta ao Palmeiras se desdobrar neste últimos jogos da Sul-Americana para salvar o ano. Nos faltam 360 minutos, quatro jogos, não sabemos o que vai acontecer, mas sempre que imaginava poder chegar também no Brasileiro a gente tropeçava. Nunca fui de esconder isso da minha torcida de que o que nós temos (de elenco) é bom para esse tipo competição e é por ela que nós vamos lutar, disse.

Leia tudo sobre: copa sul-americanapalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG