Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão nega agressão a fotógrafo no Engenhão

Técnico do Palmeiras foi acusado de dar um tapa na câmara fotográfica após a derrota para o Botafogo

iG São Paulo |

Agif
Felipão teria dado tapa em câmera, segundo fotógrafo
Luiz Felipe Scolari divulgou uma nota, nesta quinta-feira, negando que tenha agredido o fotógrafo Fernando Soutelo, após a derrota do Palmeiras para o Botafogo . O treinador foi acusado de ter dado um tapa no profissional , no momento em que ia para o vestiário do time.

“Em nenhum momento, o técnico Luiz Felipe Scolari bateu, empurrou ou pôs a mão na câmera fotográfica de Fernando Soutelo. Ao sair do vestiário designado ao Palmeiras, e se dirigir ao elevador, o referido fotógrafo o seguiu tirando fotos durante todo o trajeto. Quando o técnico Luiz Felipe Scolari e o segurança que o acompanhava entraram no elevador, o referido fotógrafo pôs a mão na porta para impedir o fechamento da mesma e colocou a câmera entre as portas. Neste momento, o técnico Luiz Felipe Scolari pôs a mão na frente da lente para que o fotógrafo parasse de tirar as fotos. Não houve mais nada do que isso”, diz o comunicado assinado pelo assessor de imprensa do técnico, Acaz Felleger.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Algumas imagens distribuídas pela agência mostram o treinador direcionando a mão esquerda em direção a câmera e, logo em seguida, uma foto com a sombra do gesto. O técnico se direcionava às cabines ao lado do segurança do clube e teria ficado irritado por estar sendo fotografado durante todo percurso da ida ao vestiário. O fotógrafo também declarou que irá prestar queixa por agressão contra o treinador do Palmeiras.

A confusão começou por uma interpretação diferente da punição ao treinador. Funcionários do estádio teriam tentado barrar a entrada do treinador no vestiário para que ele desse orientações a sua equipe. O Palmeiras alega que Felipão poderia ir ao vestiário, porque estava suspenso apenas por jogos e não por prazo. Segundo o clube paulista, a punição é idêntica ao do jogador, ou seja, o atleta pode ir ao vestiário e ao estádio, mas não pode assinar a súmula e ir ao campo.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Íntegra da nota de Scolari:

Através de sua assessoria de imprensa, o técnico Luiz Felipe Scolari esclarece o fato relatado por alguns no estádio do Engenhão, por ocasião do jogo Botafogo e Palmeiras.

1) Em nenhum momento, o técnico Luiz Felipe Scolari bateu, empurrou ou pôs a mão na câmera fotográfica de Fernando Soutelo;
2) Em nenhum momento, o técnico Luiz Felipe Scolari pôs a mão no próprio fotógrafo;
3) Ao sair do vestiário designado ao Palmeiras, e se dirigir ao elevador, o referido fotógrafo o seguiu tirando fotos durante todo o trajeto;
4) Quando o técnico Luiz Felipe Scolari e o segurança que o acompanhava entraram no elevador, o referido fotógrafo pôs a mão na porta para impedir o fechamento da mesma e colocou a câmera entre as portas;
5) Neste momento, o técnico Luiz Felipe Scolari pôs a mão na frente da lente para que o fotógrafo parasse de tirar as fotos;
6) Não houve mais nada do que isso.

O técnico Luiz Felipe Scolari aproveita para esclarecer que a sua punição não impede a ida dele de ir ao vestiário ou falar com os atletas. O departamento jurídico do clube confirmou o que era permitido ou não ao técnico. Existe uma diferença entre punição por jogo ou por tempo determinado. Por isso, ele tinha o direito de ir ao vestiário antes da partida, durante o intervalo e ao término da partida.

Sem mais,
Acaz Fellegger

Leia tudo sobre: PalmeirasLuiz Felipe Scolari

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG