Treinador do Palmeiras mostra irritação com pressão exercida pela DIS após recusa de proposta italiana

Luiz Felipe Scolari não gosta de empresários se intrometendo na vida do Palmeiras e de seus jogadores. Nesta sexta-feira, o treinador mostrou muita bronca com a situação de Vinícius , atacante de 17 anos que recusou uma proposta da Udinese. Segundo ele, há empresários e empresas tentando forçar alguma situação em cima do jogador.

Atualmente, Vinícius tem 80% de seus direitos presos ao Palmeiras, 10% com a DIS e outros 10% com outro empresário. Perto de completar 18 anos, o atacante pode renovar contrato e ganhar um aumento salarial. Tudo isso dentro dos limites do Palmeiras.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

“Ele recebeu uma proposta e entende que não é o momento. Nós trabalhamos com ele desde que aqui chegamos no time principal. Naturalmente, o menino tem 17 anos e não tem situação tática totalmente evoluída. Só que o que a gente não gosta e não vai permitir dentro do Palmeiras, pelo menos enquanto eu for técnico, é a interferência de empresários e empresas que fazem com que jogadores saiam ou não. Enquanto eu estiver aqui, quem manda no time é o Palmeiras. Não venham atrapalhar nada aqui. Se é para atrapalhar, eu também sei”, disse o comandante.

“O menino está contente, portanto, trate de renovar o contrato dentro dos limites de um menino que ainda não jogou e que ainda não é titular. Não quero posição de empresas que roubem os jogadores, que contratem situações em determinadas situações que não são corretas”, completou.

A proposta financeira era vantajosa para o Palmeiras. O time italiano ofereceu 1,5 milhão de euros, mas o jogador preferiu não sair. Agora, a DIS mostra intenção de adquirir na totalidade os direitos do atacante, para ter maior lucro em uma eventual negociação. Pela bronca de Felipão, Arnaldo Tirone, presidente do clube, não deve aceitar a proposta.

Além de Vinícius, no Palmeiras, a DIS já participa dos direitos de Gabriel Silva, Tinga, Luís Felipe. Outros empresários têm os direitos de Thiago Heleno e Max Pardalzinho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.