Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão elogia torcida e confirma pedido para jogar em Araraquara

Treinador quer aproveitar punição do STJD para fazer visita ao interior de São Paulo em jogos do Brasileirão

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Luiz Felipe Scolari confirmou que pediu à direção do Palmeiras para que seu time jogue as partidas como mandante do Campeonato Brasileiro em Araraquara. A equipe recebeu uma punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e não poderá atuar no Pacaembu ou em qualquer estádio que fique a 100 quilômetros de distância em duas ocasiões, contra Atlético-MG e Fluminense.

A diretoria ainda não sabe se vai recorrer. Há uma indecisão entre os membros do Conselho Gestor. Mas o castigo parece não preocupar muito os dirigentes. Tanto que o Palmeiras chegou a cogitar a hipotese de levar os jogos para Juiz de Fora (MG) e Volta Redonda (RJ). A CBF barrou a ideia desde o princípio e Araraquara ganhou mais força.

"Já que o Palmeiras foi punido, eu pedi para a direção se era possível jogar em Araraquara. Porque lá tem uma legião de palmeirenses muito grande. Acho que a direção vai nos atender. É uma forma de integrar esse pessoal do interior junto com o Palmeiras, dar uma satisfação a esses torcedores que não puderam vir aqui [Pacaembu]", disse Felipão logo após a vitória contra o Atlético-MG que classificou o time para a semifinal da Copa Sul-Americana.

O treinador mostra um trabalho exaustivo para deixar a torcida completamente ao seu lado, independentemente da situação. Até pela passagem anterior, ele conhece o nível de exigência dos palmeirenses e sabe que é importante contar com os gritos a favor a todo momento.

"Fico muito feliz e satisfeito com a receptividade e com o entedimento da torcida que tivemos. Eles sabiam que o jogo é importante. Eu gostaria que nosso estádio estivesse sempre cheio. Não que o Pacaembu seja nosso, mas tudo bem. Agora, vamos ter o jogo contra o Atlético-GO fora e depois outro jogo fora contra quem vencer de Avaí e Goiás. Precisamos do apoio do torcedor quando voltarmos aqui", completou o treinador.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG