Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão elogia Lincoln, mas prepara plano B para o lugar de Valdívia

Meia será o responsável por substituir o chileno e articular as jogadas ofensivas na semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Goiás

Gazeta Esportiva |

O meia Lincoln foi o único atleta a usar colete vermelho durante o treinamento do Palmeiras nesta segunda-feira, na Academia de Futebol. A diferenciação serviu para entender seu papel em campo: durante coletivo em campo reduzido, ele atuou na armação dos dois times em jogo, ajudando sempre o que estava atacando. Ele será o responsável por substituir Valdivia e articular as jogadas ofensivas na semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Goiás.

"O Lincoln treinou normalmente, vem trabalhando bem e se dedicando. Faz tratamento duas ou três vezes por dia para recuperar a sua condição", elogiou o técnico Luiz Felipe Scolari, em referência a um problema muscular na coxa direita. "Diria que ele tem 90% de sua condição física. Falta um pouco de ritmo de jogo, mas ele sabe cadenciar bem as jogadas e provavelmente iniciará jogando", continuou, adiantando a escalação para o duelo de quarta-feira.

Felipão confia no experiente atleta para minimizar a ausência de Valdivia, que, com lesão na coxa esquerda, dificilmente voltará a atuar em 2010. Além de Lincoln, no entanto, o Palmeiras não tem mais atletas com tais características ofensivas. Diante da situação física do camisa 99, Felipão admite que já pensa em uma forma alternativa de armar a equipe: um plano B para o caso de ficar sem um homem de armação.

"Penso em um plano B naturalmente, até porque o Lincoln vem em um ritmo de treinamentos menos intenso que os demais, e jogos desta natureza exigem um esforço maior. Em determinado momento, pode ser que tenhamos que tirá-lo de campo porque ele vai gastar mais energia do que os outros, que estão em melhores condições", apontou o comandante. Se isso acontecer, o estilo de jogo deve ser alterado.

"Aí vamos ter que nos adaptar nos treinamentos. Vai depender do resultado: se estivermos ganhando, posso colocar outro volante e deixar o Marcos Assunção mais solto. Depende do andamento do jogo, aí vamos arriscar ou não", complementou o treinador, que não deixou mais ninguém utilizar colete vermelho durante o trabalho. A partida contra o Goiás está marcada para as 21h50 (de Brasília), em Goiânia, no Estádio Serra Dourada.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG