Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão defende invencibilidade com Palmeiras em sul-americanos

Treinador nunca perdeu dirigindo o clube do Palestra Itália em competições continentais jogando como mandante

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira com um amuleto no seu banco de reservas. Luiz Felipe Scolari nunca perdeu um jogo de competição sul-americana jogando como mandante. Apesar do duelo ser contra o Atlético-MG, a competição é internacional e vale vaga na Libertadores do ano que vem.

Entre as duas passagens comandando o time do Palestra Itália, Felipão comemorou 23 vitórias e também assistiu outros quatro empates. Nesses 27 jogos, o Palmeiras marcou 75 gols e sofreu apenas 22. A estatística que leva em conta duelos apenas contra times brasileiros também é favorável. São dez partidas, com oito vitórias e dois empates. 

Em geral, Felipão também tem um aproveitamento muito bom em competições sul-americanas. São 56 partidas, com 31 vitórias, 10 empates e 15 derrotas.

Considerando seu histórico apenas no Palmeiras, Felipão tem os títulos da Copa Mercosul de 1998 e da Copa Libertadores de 1999. Em 2000, o seu time também conseguiu o vice-campeonato da Libertadores, perdendo para o Boca Juniors na cobrança de pênaltis.

Palmeiras reencontra Atlético-MG em mata-mata sul-americano

Há quase 10 anos, Palmeiras e Atlético-MG se enfrentavam pelas semifinais da Copa Mercosul. Nesta quarta-feira, o encontro se repete, mas a partida é válida pelas quartas-de-final da mesma competição, mas que leva o nome diferente, a Copa Sul-Americana.

No jogo de ida daquela competição, que foi disputado em 22 de novembro de 2000, o Palmeiras venceu o Atlético-MG por 4 a 1 no Palestra Itália. Os gols do time comandado por Marco Aurélio foram marcados por Tuta (2), Paulo Turra e Basílio. O elenco escalado para aquela partida tinha pequena parte do que foi campeão da Libertadores de 1999: Sérgio; Arce, Paulo Turra, Galeano e Tiago Silva; Fernando (Flávio), Magrão, Taddei e Juninho (Thiago Mathias); Basílio (Adriano) e Tuta.

No dia 28 do mesmo mês, o jogo de volta também terminou com vitória palmeirense. Tuta e Juninho marcaram os gols da vitória que garantiram a fácil classificação do time de Palestra Itália para a final da competição, eliminando o time mineiro.

Leia tudo sobre: copa sul-americanafutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG