Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão comemora, mas ressalta poder de virada do Goiás

Treinador afirma que pouco interesse de rival no Brasileirão transforma jogo de quarta-feira em encontro perigoso

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860476303&_c_=MiGComponente_C

O treinador do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, mostrou-se satisfeito com a atuação do seu time fora na vitória por 1 a 0 contra o Goiás. O resultado colocou a equipe paulista à frente na briga por uma vaga na final da Copa Sul-Americana. A vantagem inicial, no entanto, deixa o experiente comandante em alerta.

"Saimos muito bem aqui de Goiás, mas eles já buscaram a classificação fora de casa contra o Avaí e contra o Peñarol. Então, precisamos colocar a barba de molho", explicou Felipão.

Assim como o Palmeiras, o Goiás tem pouco o que fazer no Brasileirão. A diferença entre eles é que a equipe de São Paulo tem uma pequena chance de chegar ao G4 e seu rival dessa quarta-feira tem poucas chances de escapar do rebaixamento.

Justamente pelo desinteresse no Nacional, Felipão explica que o jogo de quarta-feira será outro duelo de vida ou morte para os times e aproveita para convocar a torcida.

"Para eles, o Brasleirão não existe mais. Eles vão jogar tudo no jogo de quarta-feira. Passamos essa etapa fora de casa e agora teremos 30 mil no estádio. Desses, 29.900 vão nos apoiar. Vamos buscar superação em alguns detalhes. O 1 a 0 é muito bom, mas tem muita coisa pela frente", alertou.

O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira no Pacaembu. Qualquer vitória ou empate dá ao Palmeiras o direito de disputar a final contra o vencedor do confronto entre LDU, do Equador, e Independiente, da Argentina.

Leia tudo sobre: copa sul-americanafutebolgoiáspalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG