Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão apela por regularidade e usa campanhas passadas como exemplo

Técnico do Palmeiras quer o time mantendo o desempenho desta temporada: 75,9% de aproveitamento

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Se o Palmeiras atender o pedido de Luiz Felipe Scolari e manter a regularidade até o fim do ano, a chance dos torcedores do Palestra Itália gritarem “é campeão” no fim do Brasileirão deste ano é bem grande. O time comandado pelo pentacampeão ostenta, até agora, 75,9% de aproveitamento dos 29 jogos que já foram disputados nesta temporada, o que significaria o melhor campeão da era dos pontos corridos.

Em 2003, primeiro ano em que este sistema foi adotado, o Cruzeiro conseguiu 100 pontos em 46 partidas que foram disputadas, o que significa um aproveitamento de 72,5%. (Veja quadro abaixo com todos os aproveitamentos dos campeões em pontos corridos).

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias em tempo real

Felipão sabe disso. Até por isso, sua coletiva de imprensa na sexta-feira teve como principal tema, quando não a renovação de Marcos Assunção, como fazer para trabalhar o time manter a regularidade conseguida até aqui.

Conheça o aplicativo do iG Esporte e entre na torcida virtual do Palmeiras

"Tem de correr sempre atrás dos pontos. Não interessa se o campeonato está no início ou no final. Quando começamos bem, temos a oportunidade de ter o direito de tropeçar na frente. Iniciamos bem e vamos enfrentar o Cruzeiro que não teve bom resultado. Vamos tentar jogar como no paulista e tentar os três pontos. Pelo o que a gente tem de dados, quem fizer 70% dos pontos é campeão tranquilo. Para isso, temos que ganhar uma e empatar outra. Todo jogo é importante", afirmou Felipão.

Gazeta Press
Felipão tenta mostrar para seus jogadores o caminho do título


O pior campeão dos pontos corridos foi o Flamengo, em 2009, com 59% dos 38 jogos que disputou, o que significa 67 pontos, pouco à frente do Fluminense, vencedor do ano seguinte com três pontos a mais ou 62% de aproveitamento.

“A gente tem de trabalhar no dia a dia e mostrar os dados, dando exemplos de como a regularidade é importante. Único dia que não fomos regulares foi aquela aberração em Curitiba. Temos um bom elenco e somos candidatos a ficar entre os primeiros mantendo a regularidade. Isso é o que passamos nas conversas para a equipe. Não é difícil. o mais difícil é ter o foco no jogo, naquele horário. No dia a dia, não é difícil. Vamos colocando uma ou outra situação e o foco vai sendo tratado. Tem outros times com boa estrutura, bom plantel, mas meu plantel é bom também e tem condições. Temos futebol que pode ser equilibrado e podemos brigar pelo titulo”, explicou Felipão.

  Campeão Número de jogos Número de pontos Aproveitamento
2003 Cruzeiro 46 100 72,5%
2004 Santos 46 89 64,5%
2005 Corinthians 42 81 64,3%
2006 São Paulo 38 78 68,8%
2007 São Paulo 38 77 67,6%
2008 São Paulo 38 75 65,8%
2009 Flamengo 38 67 59%
2010 Fluminense 38 71 62%

 

Leia tudo sobre: palmeirasfelipãobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG