Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Federação Francesa defende técnico Blanc de suspeita racista

Treinador da seleção do país recebeu o respaldo de Fernand Duchaussoy, presidente da federação local

AE |

selo

O técnico da seleção da França, Laurent Blanc, ganhou nesta quinta-feira mais um importante aliado em sua defesa contra a acusação de suposto racismo feita recentemente pelo site Mediapart. Nesta tarde, o conselho federal da FFF (Federação Francesa de Futebol) se pronunciou respaldando o treinador.

 

"O conselho federal renova sua total confiança em Laurent Blanc", disse o presidente da FFF, Fernand Duchaussoy. "O conselho federal concluiu que não houve nenhuma discriminação", completou.

 

A denúncia dá conta que o técnico da seleção do França, Laurent Blanc, e outros treinadores da entidade teriam concordado, de forma secreta, com a iniciativa de restringir a presença de jogadores negros e de origem árabe dos processos de formação de atletas do país.

 

Uma reportagem publicada pelo site revelou, na semana passada, que a entidade teria orientado clubes e escolinhas do país a limitarem em cotas de 30% o número de jogadores descendentes de africanos e norte-africanos, ou não brancos, que possuam de 12 a 13 anos de idade. Com isso, a FFF teria o objetivo de formar uma próxima geração de jogadores franceses "branca" e "europeia".

 

A ministra dos esportes da França e uma investigação comandada pela FPF rechaçaram que Blanc tenha cometido qualquer ato de discriminação, mas reprimiram o treinador por ter participado da reunião em que o tema foi discutido.

 

Duchaussoy afirmou ainda que informará no momento correto as medidas disciplinares tomadas contra os membros da FPF presentes à reunião. O diretor técnico da entidade, Fraçois Blaquart, está suspenso.

Leia tudo sobre: futebol mundialfrançablancracismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG