Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fase apagada de coadjuvantes faz crescer a "Messidependência" no Barcelona

Argentino tem a companhia de "coadjuvantes de luxo" na equipe catalã, mas se destaca com muitos gols

EFE |

AP
Messi comemora gol marcado pelo Barcelona
O craque argentino Lionel Messi mostra dia após dia sua gigantesca importância para o Barcelona , tendo marcado um terço dos gols da equipe catalã nesta temporada. Ao mesmo tempo, o melhor jogador do mundo começa a deixar em segundo plano os registros individuais de seus companheiros. Na reta final do Campeonato Espanhol e Liga dos Campeões , o desempenho destes 'coadjuvantes de luxo' são fundamentais para que o Barça aumente sua coleção de troféus.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Em diversas partidas, os catalães têm encontrado dificuldades para furar as defesas e decidir jogos em que dominam o adversário. Dependentes da magia de Messi, autor de 58 dos 157 gols de sua equipe, além de ter contribuído com 22 assistências, alguns tropeços tem preocupado a torcida. O problema tem afetado o Barcelona principalmente no Campeonato Espanhol. Por diversas vezes a equipe deixou de vencer jogos que encurtariam a distância para o Real Madrid . Atualmente, a diferença entre os dois é de seis pontos, faltando oito rodadas para o fim da competição.

AP
Português tem 37 gols no Campeonato Espanhol
Leia mais: Kaká cresce e tenta fazer sombra a Messi nas semifinais da Liga

O rival madrilenho também encara a dependência da sua maior estrela, Cristiano Ronaldo . No Espanhol, o português luta gol a gol com o argentino pela artilharia da competição - 37 a 36 é o placar de gols, que aponta vantagem para o atacante do Real. No entanto, os "coadjuvantes" do clube da capital espanhola apresentam números melhores. Na tabela de artilheiros do Espanhol, Higuaín tem 20 gols e é o terceiro colocado, enquanto Benzema está em quinto, com 17.

Já no Barça, Messi tem mais gols, seguido pelo meia Xavi , com 10 gols. Fábregas tem nove gols e Alexis , oito. No Campeonato Espanhol, os gols de todo o elenco da equipe catalã, excluindo-se Messi, somam 32, quatro a menos do que o argentino marcou sozinho. No Real, apenas a dupla Benzema-Higuaín iguala os 37 gols de Cristiano Ronaldo.

Leia também: Leandro Damião vira Messi no videogame antes de Inter x Santos

AFP
Villa, Messi e Pedro durante a temporada 2010/11
Na última temporada, a diferença de desempenho e de dependência de Barça e Real era outra. No mesmo período do ano passado, o argentino e o espanhol tinham 29 gols e seus companheiros tinham companheiros mais afiados. O trio, Villa (17), Pedro (13) e Iniesta (7) davam grande contribuição, enquanto Benzema (10) e Higuaín (7) apareciam bem atrás do português. No fim, os catalães conquistaram o título.

Dê o seu voto em quem serão os classificados às finais da Liga dos Campeões

Responsável por um quinto das finalizações do Barcelona no Campeonato Espanhol (159 de 507 conclusões), Messi espera que seus companheiros reencontrem o caminho do gol para ajudar a equipe. Sem Villa, contundido, Pedro e Alexis são as apostas de Josep Guardiola. Além disso, as fichas começam a recair em jovens talentos das divisões de base da equipe, como Tello e Cuenca, que são apontados como futuros companheiros de Messi no ataque. Se não reclama da "Messidependência", o Barcelona começa a torcer para que outros atacantes da equipe se inspirem no argentino para conquistar vitórias e trazer mais troféus para o Camp Nou.

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonamessixaviiniesta

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG