Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Farías pede sequência como titular para mostrar seu futebol

Atacante não marcava um gol há mais de cinco meses e voltou a balançar as redes na Copa Libertadores

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vippcom
Farías (esquerda) matou as saudades das redes contra o Guaraní, pela Libertadores
Contra o Guarani, do Paraguai, pela Libertadores, o atacante argentino Ernesto Farías voltou a fazer um gol pelo Cruzeiro depois de mais de cinco meses de jejum. Fazia tanto tempo que o centroavante não balançava as redes que até ele mesmo se confundiu sobre a data do último tento anotado. Contestado pela torcida, Farías pede uma sequência como titular para mostrar seu real valor na equipe celeste.

Farías chegou ao Cruzeiro no ano passado como um dos principais reforços para a temporada, depois de passagem pelo futebol português. O jogador foi recebendo boas oportunidades e não as aproveitou, como no clássico contra o Atlético, em Uberlândia, no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, Farías começou como titular e desperdiçou boas chances de gol, sendo que o Cruzeiro perdeu por 4 a 3. A última vez que o atacante fez um gol foi em setembro do ano passado, na vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro. Perguntado sobre o último gol, Farías se enrolou. "Acho que foi contra o Atlético-GO, pelo Brasileiro", disse.

No início de 2011, a imprensa argentina chegou a especular um retorno do atacante ao seu país de origem, mas tudo não passou de boato.Inscrito na Libertadores, Farías estreou contra o Guaraní e mostrou que pode ser útil, ao fazer o terceiro gol da goleada por 4 a 0.

O jogador pediu uma sequência maior entre os titulares para desempenhar um bom papel com a camisa do Cruzeiro. “Futebol tem sempre uma lógica. Todo jogador precisa de continuidade e confiança dos seus companheiros para jogar bem. Sem continuidade, nenhum jogador pode conseguir esse bom nível”, afirmou o atleta.

O argentino tem como característica jogar dentro da área, no melhor estilo “centroavante trombador”. O atacante ressaltou a identificação dos argentinos com a Libertadores. “Argentino gosta de Libertadores, até pelo estilo de jogo. Já disputei esse torneio três vezes, participei também da Liga dos Campeões pelo Porto, de Portugal. São competições que não basta só jogar bem para conseguir o resultado. Precisa muito da parte física e da garra, aliados à parte técnica”, concluiu o centroavante.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroCopa Libertadores 2011Farías

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG