Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Faria o dobro de gols se tivesse jogado com Zico", diz Ronaldo

Ex-atacante também disse que vibrou com o título do Flamengo, mas voltou a dizer que é 'mais corintiano'

Renan Rodrigues e Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Muitos já haviam desistido de esperar, mas o ex-atacante Ronaldo apareceu. No final da noite desta segunda-feira, por volta de 22h30, o ex-jogador do Corinthians provocou um tumulto de repórteres, fotógrafos e curiosos na inauguração de um campo de futebol society que levará seu nome, na sede do CFZ, clube do ídolo flamenguista Zico. Ronaldo aproveitou o evento para retribuir a atitude do 'Galinho', que organizou a homenagem, e declarar admiração ao ex-jogador.

"Sempre fui fã do Zico. Quando eu tinha 11 anos, meu pai me levou ao Maracanã e eu peguei um autógrafo dele. Tenho esse autógrafo até hoje, nunca perdi. Essa homenagem significa muito para mim, estou muito emocionado e só posso agradecer ao Zico, essa pessoal maravilhosa que sempre foi um espelho para minha carreira", disse Ronaldo, no campo 'Ronaldo Luís Nazário de Lima'.

Entre os presentes para a partida inaugural, campeões brasileiros de 1987 pelo Flamengo, e artistas amigos de Zico. Ao ser questionado sobre quem foi melhor, Ronaldo fugiu da difícil pergunta e aproveitou para elogiar ainda mais o ídolo. "Jogamos em posições diferentes, gostaria muito de ter jogado com o Zico. Tenho certeza que teria feito o dobro de gols na carreira. Ele teria me colocado na cara do gol muitas vezes. Ele sempre fez lances de genialidade", declarou o 'fenômeno'.

AE
Ronaldo recebe homenagem de Zico durante inauguração de campo de futebol no CFZ

Ronaldo também comentou seu retorno ao futebol brasileiro. Impressionado com o carinho recebido pelos torcedores do Corinthians, o ex-atacante afirmou que gostaria de ter atuado mais no Brasil. "Se soubesse, teria voltado para o Brasil com 22 anos, jogado meu auge aqui no país. O carinho que a gente recebe aqui não é igual. Não tem outro lugar do mundo onde o jogador se sinta mais feliz", disse Ronaldo.

Sobre a possibilidade de realizar um amistoso de despedida usando a camisa do Flamengo, o ex-jogador preferiu deixar a possibilidade no ar. "Por tudo que aconteceu, pela maneira como fui recebido, me sinto mais torcedor corintiano que flamenguista. Vibrei com a conquista do Flamengo na Taça Guanabara, mas não sei se pode acontecer, vamos ver", finalizou o fenômeno, observado por ex-jogadores como Júnior Baiano, Zinho, Edmundo e Djalminha, que esperavam a entrevista terminar para seguir com a partida. "Sai logo do campo 'careca', eu quero jogar bola caramba", reclamava Júnior Baiano, em tom de brincadeira.

Leia tudo sobre: flamengocorinthiansronaldozicohomenagemcfz

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG