Tamanho do texto

Sem Fred e Rafael Moura, suspensos, técnico do Flu será obrigado a alterar a forma de o time jogar

Nelson Perez/FluminenseF.C.
O elenco do Fluminense treinou na Urca nesta quarta-feira
Lamentar os desfalques nunca foi do feitio de Abel Braga . E não será contra o Atlético-MG , no próximo sábado, às 18h, no Engenhão, pela 31ª rodada do Brasileirão, que o técnico do Fluminense irá se queixar das ausências de Fred , Marquinho , suspensos pelo terceiro amarelo, e Rafael Moura , punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva com dois jogos. A preocupação do comandado tricolor é outra.

“Estou com um problema sério. Há anos que o Fluminense não joga sem um homem de referência. Sem o Fred e o Rafael Moura, tivemos que colocar alguém fazendo essa função. O rendimento no treinamento foi muito melhor do que eu estava esperando, mas vamos ver no jogo. A situação é delicada. Não pela perda, pois não sou de lamentar as ausências. É claro que o Fred está em ótima fase e faz muita falta. Mas a maneira de a equipe jogar muda completamente”, explicou Abel Braga.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

Como ainda não tem todas as peças para montar seu quebra-cabeça, o técnico transferiu o treinamento desta quarta-feira para a escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), na Urca, e não permitiu a presença da imprensa, que só teve acesso ao treinador na entrevista coletiva realizada nas Laranjeiras.

“Minha estratégia não é fechar, até porque aqui nas Laranjeiras não tenho como fazer isso. Eu coloco o time pra treinar, tento embaralhar vocês e troco os jogadores nos coletivos. Mas hoje é um dia especial. Está complicada a minha vida. Se eu ficar divulgando quem vai jogar e como vou jogar, vai me atrapalhar e vou dar armas para o Cuca. Ele é detalhista como eu e conhece bem o clube e todos os jogadores”, afirmou o treinador.

Leia também: Rafael Moura pega dois jogos e não enfrenta o Atlético-MG

As dúvidas de Abel são tantas, que o treinador não descartou até mesmo escalar Araújo, recuperado de uma lesão na coxa direita. No entanto, o atacante não joga desde a derrota para o Grêmio , pelo primeiro turno.

“O Araújo treinou normal. É uma possibilidade, mas ainda não fiz a relação ainda. Ele não tem sido feliz, do nada senti dor. Mas é um jogador que a gente conta. Ele tem cheiro de gol, faro de artilheiro e é jogador experiente. Nesse momento isso conta muito. Não é só a juventude. É bem possível que ele seja relacionado. Fez um bom treino”, disse Abel Braga.

Entre na torcida virtual do Fluminense e convide seus amigos