Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Falta de tempo para trabalho técnico é criticada por treinadores

Acúmulo de funções dos técnicos europeus é um dos principais temas discutidos no 13º Fórum de Treinadores de Elite

EFE |

EFE
Josep Guardiola, do Barcelona, foi um dos grandes treinadores presentes a reclamar
Os treinadores dos principais clubes europeus de futebol criticam a falta de tempo para se dedicar exclusivamente ao trabalho técnico por culpa das várias obrigações extras que lhes foram incumbidas nos últimos anos.

Essa foi a constatação geral após os dois dias de reuniões da 13ª edição do Fórum de Treinadores de Elite, realizado na sede central da Uefa em Nyon (Suíça), um encontro anual com debates das últimas tendências e dos maiores problemas da categoria.

Josep Guardiola ( Barcelona ), André Villas-Boas ( Chelsea ), Arsène Wenger ( Arsenal ), Didier Deschamps (Olympique de Marselha), Massimiliano Allegri ( Milan ), Thomas Schaaf (Werder Bremen), Frank de Boer (Ajax) e Unai Emery (Valencia) foram algum dos grandes nomes presentes nesses dois dias de debate. Andy Roxburgh, diretor técnico da Uefa, disse em entrevista coletiva ao término das reuniões que, embora seja difícil falar de unanimidade de opiniões - por se tratar de um "grupo muito heterogêneo" -, houve um alto grau de consenso no encontro.

Segundo ele, todos concordaram que os técnicos já não podem mais se dedicar exclusivamente aos treinos e orientações para os jogadores, mas acabam também assumindo um alto grau de envolvimento midiático e de trabalho burocrático.

"Temos muito pouco tempo para nos ocupar de nosso trabalho", ressaltou Thomas Schaff, técnico do Werder Bremen, que foi o único a se pronunciar na entrevista coletiva final.

Leia tudo sobre: FUTEBOL EUROPA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG