Treinador do Internacional sente saudades da visão de jogo que tinha nos tempos de comentarista

O técnico Falcão quer inovar quanto ao posicionamento do treinador nos jogos de futebol. Esqueça aquele cara que fica no quadradinho (área técnica) gritando, chutando garrafinha de água, reclamando de arbitragem e tentando de alguma forma se fazer entender pelos jogadores. O comandante do Inter já deixou bem claro que esse não é o seu perfil. Mas sonha com mais do que isso: ele quer que o treinador fique em um posto mais alto, fora do campo, talvez em uma cabine, pois lá tem melhor visão do jogo.

“Lá em cima você tem uma visão diferente, bem mais ampla. Acho que no futuro as coisas podem se encaminhar para isso. Tem que criar essa cultura. Não necessariamente o treinador precisa ficar na beira do campo”, justificou.

Porém, ele não pretende ser o pioneiro nesta postura. Falcão chegou há menos de dois meses no Inter. Ainda está se habituando à nova função depois de quase duas décadas afastado dos gramados.

“Trabalhei como comentarista, e lá em cima você tem melhor visão. Acho que seria um ganho para o futebol. Acho que facilitaria a vida do treinador. Por enquanto ainda não (não vou para a cabine), mas acho que seria uma mudança importante”, disse.

Falcão sonha em deixar o gramado e subir para a cabine
Jefferson Bernardes/Vipcomm
Falcão sonha em deixar o gramado e subir para a cabine

O Inter tem toda a semana para trabalhar. O próximo jogo será apenas no sábado, 18h30, contra o Ceará, no Beira-Rio, pela 2ª rodada do Brasileirão. D´Alessandro, recuperado de lesão, d eve ser a grande novidade . O atacante Cavenaghi, lesionado, é o último integrante do departamento médico . O treino desta quarta-feira começa às 15h30.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.