Dirigente diz que outras atividades serão feitas com portões fechados até a formação do esquema tático

Foi pouco tempo de trabalho que deu para ver. Falcão limitou o acesso da imprensa e dos torcedores em seu primeiro treino como técnico do Inter , mas na parte final, quando os portões estavam abertos, lá estava o treinador, participando ativamente das cobranças de falta. Junto com Andrezinho, D´Alessandro, Kléber, Leandro Damião e Rafael Sobis ele orientou, corrigiu, mas também fez parte da atividade. Falcão, por vezes, rolava a bola para a cobrança dos “companheiros”.

“Alguns treinadores não conseguem participar assim da atividade. Ou por questão do joelho ou por alguma outra dor. Que bom que ele está inteiro e pode participar”, comentou o lateral-esquerdo Kléber.

No caso do volante Mario Bolatti é diferente. Ele terá o prazer de ser comandado pelo ex-jogador que era muito admirado pelo seu pai, o Senhor José Bolatti.

“Ele gosta do Falcão, disse que era um grande jogador. Espero que as coisas com Falcão venham bem, que tenha um bom início, que seja o melhor para o grupo. Queremos ter confiança e começar a trabalhar desde agora”, projetou o argentino.

O novo treinador poderá fechar mais vezes o treino. Em entrevista para a Rádio Gaúcha, o vice de futebol Roberto Siegmann afirmou que esta estratégia poderá ser usada até que Falcão firme um esquema de jogo. A ideia é dar tranquilidade para que ele se readapte aos gramados. O último trabalho como treinador havia sido em 1994.

Falcão terá mais três treinos táticos para definir a sua primeira escalação. Nas tardes de quarta e quinta-feira e na manhã de sexta. Além de um trabalho físico na manhã desta quarta. Ele já avisou que fará mudanças no sistema tático, quer um time que marque no ataque, que mantenha a posse de bola e que dê espetáculo. Uma tendência é utilização de pelo menos dois atacantes, prática pouco comum com Celso Roth. Falcão estreia no sábado, 18h30, contra o Santa Cruz, pelas quartas-de-final do Campeonato Gaúcho. A tendência é de um bom público no estádio Beira-Rio.

Falcão, nos tempos de jogador, na Copa do Mundo de 1982
Getty Images
Falcão, nos tempos de jogador, na Copa do Mundo de 1982

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.