Técnico do Internacional ainda é ídolo no clube da capital italiana, onde jogou na década de 80

Falcão deixou o futebol italiano há mais de 20 anos, mas ainda é ídolo por lá. O técnico do Inter recebeu a visita de um torcedor da Roma nesta terça-feira. Fã do clube gialorossi, fã do ex-volante.

Fabio Pescetelli, 34 anos, esperou o fim do treino para ir conversar com o treinador do clube gaúcho. Tirou foto abraçado no ídolo e recebeu o autógrafo de Falcão. O italiano é casado com uma brasileira, torcedora do Grêmio, acaba tendo certa simpatia pelo rival do Inter, mas também não deixa de torcer pelo clube do Beira-Rio: “culpa” de Falcão.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

A conversa durou mais de 10 minutos. Falcão foi atencioso com o torcedor e não teve pressa para encerrar o papo. Conversaram em português, mas também em italiano. O técnico mantém o idioma europeu afiado.

"Fico emocionado quando vem um jovem torcedor falar comigo. É o que acontece com a gurizada do Internacional. Me surpreendo. É fantástico. Quando faz um gol é o momento, mas eu não faço mais gols... É uma relação do meu passado, faz você pensar que vale a pena estar ligado com o futebol", comentou Falcão.

Quando jogador, Falcão trocou o Inter pela Roma em 1980. Tornou-se um dos atletas mais importantes da história do clube italiano. Foram seis anos no futebol europeu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.