Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Falcão não confirma time, mas admite usar o esquema tático 4-3-3

Meia-atacante Zé Roberto foi liberado por questões particulares e não faz parte da lista de concentrados

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Lucas Uebel/Vipcomm
Falcão: "Eu gosto do 4-3-3"
Mais uma vez Paulo Roberto Falcão não confirmou a escalação do Inter. Mas o treinador admitiu que poderá começar o jogo de quarta-feira contra o Peñarol no esquema tático 4-3-3, que foi treinado nesta terça-feira.

“Das coisas que eu acho fundamental é a compactação. Quero o time mais próximo, o 4-4-2 ou o 4-3-3 não importa tanto. Treinei, e é uma possibilidade. Não temos muito tempo para treinar, fizemos um trabalho curto. Nosso grande erro no Gre-Nal foi a defesa recuar. Faz parte da cultura, mas não é o que quero. Contra o Juventude conseguimos manter o time na frente. Trabalhar no 4-3-3 é possível sim”, disse.

O Inter receberá o Peñarol, às 19h30, no estádio Beira-Rio. Um empate de 0 a 0 basta para chegar nas quartas-de-final da Libertadores.

“Eu gosto do 4-3-3. Tem que ficar um próximo do outro, a defesa não pode ficar atrás. Não gosto de ficar mexendo muito não, mas você tem que preparar algumas situações de jogo. Eu preciso de todo mundo. Quero que todos estejam prontos e saibam o que fazer. Sair de um 4-4-2 pra um 4-3-3 não tem grandes alterações. Colocar três zagueiros aí já muda bastante e eu não gosto”, explicou.

O time teria Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu e Tinga; D´Alessandro, Rafael Sobis e Leandro Damião. Muriel, Índio, Juan, Wilson Matias, Andrezinho, Oscar, Ricardo Goulart e Cavenaghi completam a lista de relacionados. O meia-atacante Zé Roberto foi liberado por questões particulares para comparecer a uma audiência na Bahia.

null

Leia tudo sobre: InternacionalFalcãoPeñarolCopa Libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG