Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Falcao faz quatro, Porto goleia Villarreal e se aproxima da final

Nilmar deu assistência para gol espanhol, mas depois time português de Hulk dominou a semi da Liga Europa

Gazeta |

O atacante colombiano Radamel Falcao García, artilheiro da Liga Europa com 15 gols, foi decisivo nesta quarta-feira e marcou quatro dos cinco gols na goleada do Porto, de virada, sobre o Villarreal, por 5 a 1, em jogo das semifinais da Liga Europa. Agora, o time português pode até perder por três gols de diferença que consegue a classificação à final da Liga Europa, que será disputada em Dublin, na Irlanda.

Atuando em casa, o Porto começou tentando pressionar o Villarreal, mas o Submarino Amarelo levava grande perigo nos contra-ataques. Embora o atacante Hulk tenha criado algumas oportunidades, o time espanhol foi quem teve as melhores chances no primeiro tempo, além de ter saído com a vantagem, com gol de Cani, após cruzamento de Nilmar.

Porém, no segundo tempo, a equipe do técnico André Villas-Boas deslanchou e, com facilidade, Falcao García (quatro vezes) e Guarín, deixaram o time luso com uma vantagem confortável para o segundo jogo, que acontecerá na próxima quarta-feira, no estádio El Madrigal, em Villarreal.

Veja fotos das semifinais da Liga Europa:

O jogo
O Porto foi quem começou pressionando e Hulk, pelo lado esquerdo, dava trabalho aos defensores do time espanhol. Aos oito minutos, Nilmar criou a primeira boa chance do jogo: o atacante invadiu a área após receber na intermediária e chutou forte, para bela defesa de Helton.

Aos 26, Hulk ganhou do zagueiro Musacchio e invadiu a área. O defensor deu um carrinho dentro da área e o atacante brasileiro caiu, pedindo o pênalti. Mas, o árbitro Björn Kuipers considerou que Hulk cavou a falta e aplicou cartão amarelo para o jogador.

AFP
Falcao marca um de seus gols no estádio do Dragão
O Porto seguia tendo dificuldades para segurar o Villarreal, e Rossi esteve próximo de abrir o placar. O italiano driblou Helton e chutou, mas o brasileiro Fernando estava atento e afastou a bola para escanteio. Na sequência, Hulk deu a resposta: o camisa 12 chutou forte de perna esquerda, e a bola passou raspando a trave de Diego López.

Aos 44, Nilmar recebeu bom lançamento e disparou pela direita. O brasileiro cruzou na primeira trave e Cani se antecipou a Fernando, para abrir o placar no Estádio do Dragão.

Na segunda etapa, o Villarreal perdeu boa chance de ampliar logo aos dois minutos. Carzola ganhou na esquerda, mas cruzou fraco, e a zaga do Porto afastou o perigo.

No contra-ataque, Guarín fez bom passe para Falcao García dentro da área, que tentou driblar o goleiro Diego López, mas foi derrubado pelo arqueiro do time espanhol, que cometeu o pênalti. O próprio atacante colombiano cobrou, empatando a partida.

O gol fez com que o Porto voltasse a pressionar o Villarreal e, aos 15 minutos, Guarín recebeu pelo lado direito da área, deu um belo corte no marcador e chutou forte. Diego López fez grande defesa, mas, no rebote, o próprio camisa 6 tocou de cabeça para marcar.

Aproveitando o bom momento, o Porto marcou o terceiro. Hulk fez boa jogada pelo lado direito e disparou para dentro da área. O atacante cruzou rasteiro e Falcao, na segunda trave, apenas empurrou, para grande comemoração de Villas-Boas.

Aos 31 minutos, o camisa 9 do time português deixou mais um. Guarín cruzou da direita e o atacante mergulhou, marcando seu terceiro gol, o quarto do Porto no jogo. Aos 44, após escanteio cobrado da esquerda, Falcao, novamente de cabeça, marcou seu 15º na Liga Europa, artilheiro isolado do torneio, definindo a goleada portuguesa no estádio do Dragão.

FICHA TÉCNICA - PORTO 5 X 1 VILLARREAL

Local: Estádio do Dragão, em Porto (Portugal)
Data: 28 de abril de 2011, quinta-feira
Horário: 16h05 (de Brasília)
Árbitro: Björn Kuipers
Assistentes: Sander van Roekel e Berry Simons
Assistentes Adicionais: Richard Liesveld e Ed Janssen
CARTÕES AMARELOS: Helton, Fernando e Hulk (Porto); Diego López, Catalá e Borja Valero (Villarreal)

GOLS: PORTO: Falcão aos 4, aos 22, aos 30 e aos 44 do segundo tempo; Guarín aos 16 minutos do segundo tempo. VILLARREAL: Cani, aos 45 minutos do primeiro tempo

PORTO: Helton; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Alvaro Pereira; Guarin (Souza), Fernando e Joao Moutinho; C.Rodríguez (Varela), Falcao, Hulk (James Rodríguez). Técnico: André Villas-Boas

VILLARREAL: Diego Lopez; Mario, Marchena, Musacchio e Catala; Cazorla, Bruno, Cani (Matilla), Valero (Mubarak); Rossi e Nilmar (Marco Ruben). Técnico: Juan Carlos Garrido

Leia tudo sobre: futebol mundialportoespanhaportugalfalcaonilmarhulk

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG