Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Falcão contraria histórico e ameniza defeitos da defesa do Inter

Últimos campeões brasileiros levaram poucos gols, mas treinador segue colocando a carga no ataque

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Um grande título começa por uma boa defesa. Essa frase resume as últimas edições do Campeonato Brasileiro. Três dos últimos cinco campeões nacionais terminaram a edição que ganharam como o time que menos foi vazado na competição. Porém, Falcão tem um pensamento diferente no Internacional.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Aparentemente o treinador tem mais facilidade para criticar o setor ofensivo do que o defensivo, embora o Inter tenha levado gols nos últimos 10 jogos que disputou. Falcão já disse que falta uma melhor participação dos atacantes quando o time é atacado, e por mais de uma vez já se esquivou de falar de sua zaga alegando que “se o time fizer mais gols do que toma será campeão”.

A tese contraria os últimos campeões nacionais. O Fluminense teve a melhor defesa e o quarto melhor ataque na edição passada. O Flamengo foi o segundo time que menos levou gols e o sexto que mais fez em 2009. O São Paulo foi o segundo nos dois quesitos em 2008 e liderou os dois fundamentos nos títulos de 2007 e 2006.

É claro que fazendo gols um time fica próximo das conquistas, mas a defesa não pode ser vazada todo fim de semana. O Inter já sofreu seis gols em cinco rodadas. Mantendo a média, terá sofrido 45 gols no fim do campeonato. O Fluminense foi campeão em 2010 tendo sofrido 36 gols, menos de um por rodada. O São Paulo conseguiu a incrível marca de ceder apenas 19 gols aos rivais na edição 2007. Números bem melhores que os do atual time gaúcho.

Leia tudo sobre: InternacionalFalcãoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG