Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fabrício rechaça condição de referência entre reservas do Verdão

Não me sinto uma referência, sou um cara simples e que gosta de brincar com todos. Quero ajudar esses novos atletas a crescer, afirmou

Gazeta Esportiva |

Considerado o 12º jogador do elenco palmeirense, Fabrício tem a missão de ser um dos líderes do time reserva alviverde no jogo contra o Atlético-MG. Mas o zagueiro, apesar de contar com a confiança do técnico Luiz Felipe Scolari, evita a imagem de estrela para os companheiros com menos experiência.

"Não me sinto uma referência, sou um cara simples e que gosta de brincar com todos. Quero ajudar esses novos atletas a crescer", afirma.

Mesmo com a participação em partidas importantes do Palmeiras na Copa Sul-americana, Fabrício ainda busca a afirmação no futebol. Quando chegou ao Palestra Itália, o jogador de apenas 20 anos era um mero desconhecido, já que foi pouco aproveitado no Flamengo.

Portanto, sabe que sua imagem também estará em jogo diante do Atlético-MG. "Aqui todo mundo é mais ou menos da minha idade, então eu me sinto até mais confortável para jogar", brinca o defensor. "Devemos pensar que essa partida vale muito, o atleta de futebol sempre quer estar bem", emenda.

Para continuar em 2011 no Palmeiras, Fabrício ainda aguarda um acordo com a Traffic, a dona de seus direitos federativos. O contrato do atleta no Verdão é válido até o final do mês de dezembro.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiropalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG