Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fábregas diz que Wenger foi decisivo para firmar sua transferência

Jogador espanhol era capitão do Arsenal, mas foi transferido para o Barcelona no início desta temporada

Gazeta |

Após enfim acertar seu retorno ao Barcelona , o meia Cesc Fábregas defendeu nesta segunda-feira seu ex-treinador no Arsenal , o francês Arsene Wenger. Segundo o jogador, o técnico, tido como um dos grandes vilões na novela que envolveu sua transferência, foi na verdade uma das peças fundamentais para a definição de sua negociação.

"Há uma imagem equivocada dele. Se não fosse por ele, agora eu não seria atleta do Barcelona. Wenger me ajudou com os donos do Arsenal, que não queriam me vender de jeito nenhum. Ele os convenceu e os pressionou a baixar meu preço", explicou Fábregas, em entrevista ao El País.

No fim das contas, o meia foi negociado por 35 milhões de libras (aproximadamente R$ 92,7 milhões). No Arsenal, o jogador espanhol não conquistou nenhum título sequer, fato lamentado até os dias de hoje. "Meu rendimento individual está muito bom. A nível de títulos fico chateado. Me faltou vencer o Campeonato Inglês, onde tivemos chances em três oportunidades. Neste sentido eu gostaria ter deixado algo a mais, porém não pude", disse.

Fábregas foi negociado com o Arsenal ainda jovem. Destacando-se nas categorias de base do time catalão, deixou o futebol espanhol com apenas 16 anos rumo aos gramados ingleses. "Sem Arsene eu não teria estreado com 16 anos, jogado uma final de Liga dos Campeões com 18 e me tornado capitão com 20. Eu não seria nada sem ele. O que ele me deu não tem preço", concluiu.

Leia tudo sobre: inglaterrafabregasarsenalespanhabarcelonafutebol mundia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG